quarta-feira, outubro 10, 2007

Concorrência na Nova Zelândia

A Quantas está ampliando suas operações dentro da Nova Zelândia, onde realizará mais vôos domésticos.

E não é só ela, a Pacific Blue, que é controlada pela Australiana Virgin Blue, também irá reforçar suas operações na Nova Zelândia.

A Air New Zeland que já andou tendo dificuldades financeiras no passado, vai ter que se superar para brigar com a concorrência.
Concorrência: Como o Brasil precisa dela....

3 comentários:

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Boa notícia Rodrigo. Estive na NZ há alguns meses e a situação de concorrência lá é mais complicada que no Brasil. Somente a Air New Zeland e a Qantas operam as principais rotas domésticas e os preços são praticamente os mesmos. Entretanto, possuem tarifas relativamente baratas. Um vôo de Auckland, a maior cidade, para Wellington, a capital, pode ser comprada por NZ$ 89,00 (~ R$ 115,00). É a mesma distância Brasília - São Paulo.

Abraço.

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Acabei esquecendo de comentar um serviço muito interessante da Air New Zealand para promoções. Ao invés de ficar horas pesquisando por tarifas que ficam escondidas, a empresa neozelandesa é mais franca e direta, com direito a número de assentos disponíveis em cada promoção. Para conferir:

http://www.grabaseat.co.nz/

Abraços.

Rodrigo Purisch disse...

Giovanni,

Eu tinha essa visão que você confirmou no seu comentário.

Eu acompanho o site da ANZ, já que tenho Rarotonga como um destino dentro da minha lista de desejos.

Pena que as promoções que ela tem nos sites regionais muitas vezes não podem ser compradas por residentes de outros países fora da abrangência do site.

Gosto desse jeito direto da ANZ.

Um abraço

quarta-feira, outubro 10, 2007

Concorrência na Nova Zelândia

A Quantas está ampliando suas operações dentro da Nova Zelândia, onde realizará mais vôos domésticos.

E não é só ela, a Pacific Blue, que é controlada pela Australiana Virgin Blue, também irá reforçar suas operações na Nova Zelândia.

A Air New Zeland que já andou tendo dificuldades financeiras no passado, vai ter que se superar para brigar com a concorrência.
Concorrência: Como o Brasil precisa dela....

3 comentários:

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Boa notícia Rodrigo. Estive na NZ há alguns meses e a situação de concorrência lá é mais complicada que no Brasil. Somente a Air New Zeland e a Qantas operam as principais rotas domésticas e os preços são praticamente os mesmos. Entretanto, possuem tarifas relativamente baratas. Um vôo de Auckland, a maior cidade, para Wellington, a capital, pode ser comprada por NZ$ 89,00 (~ R$ 115,00). É a mesma distância Brasília - São Paulo.

Abraço.

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Acabei esquecendo de comentar um serviço muito interessante da Air New Zealand para promoções. Ao invés de ficar horas pesquisando por tarifas que ficam escondidas, a empresa neozelandesa é mais franca e direta, com direito a número de assentos disponíveis em cada promoção. Para conferir:

http://www.grabaseat.co.nz/

Abraços.

Rodrigo Purisch disse...

Giovanni,

Eu tinha essa visão que você confirmou no seu comentário.

Eu acompanho o site da ANZ, já que tenho Rarotonga como um destino dentro da minha lista de desejos.

Pena que as promoções que ela tem nos sites regionais muitas vezes não podem ser compradas por residentes de outros países fora da abrangência do site.

Gosto desse jeito direto da ANZ.

Um abraço

quarta-feira, outubro 10, 2007

Concorrência na Nova Zelândia

A Quantas está ampliando suas operações dentro da Nova Zelândia, onde realizará mais vôos domésticos.

E não é só ela, a Pacific Blue, que é controlada pela Australiana Virgin Blue, também irá reforçar suas operações na Nova Zelândia.

A Air New Zeland que já andou tendo dificuldades financeiras no passado, vai ter que se superar para brigar com a concorrência.
Concorrência: Como o Brasil precisa dela....

3 comentários:

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Boa notícia Rodrigo. Estive na NZ há alguns meses e a situação de concorrência lá é mais complicada que no Brasil. Somente a Air New Zeland e a Qantas operam as principais rotas domésticas e os preços são praticamente os mesmos. Entretanto, possuem tarifas relativamente baratas. Um vôo de Auckland, a maior cidade, para Wellington, a capital, pode ser comprada por NZ$ 89,00 (~ R$ 115,00). É a mesma distância Brasília - São Paulo.

Abraço.

Giovanni Giazzon dos Santos disse...

Acabei esquecendo de comentar um serviço muito interessante da Air New Zealand para promoções. Ao invés de ficar horas pesquisando por tarifas que ficam escondidas, a empresa neozelandesa é mais franca e direta, com direito a número de assentos disponíveis em cada promoção. Para conferir:

http://www.grabaseat.co.nz/

Abraços.

Rodrigo Purisch disse...

Giovanni,

Eu tinha essa visão que você confirmou no seu comentário.

Eu acompanho o site da ANZ, já que tenho Rarotonga como um destino dentro da minha lista de desejos.

Pena que as promoções que ela tem nos sites regionais muitas vezes não podem ser compradas por residentes de outros países fora da abrangência do site.

Gosto desse jeito direto da ANZ.

Um abraço