segunda-feira, julho 07, 2008

American Express: Mudanças no Membership Rewards

O leitor Miguelch deu um alerta importante em um comentário feito dias atrás: O programa de recompensas do cartão American Express do Brasil, que é gerenciado pelo Bradesco, alterou o fator de conversão dos pontos do Rewards para os cartões que não são Platinum. Antes 1000 pontos Rewards podiam se transformar em 1000 pontos Fidelidade TAM, agora se transformam em apenas 800!

Nunca me senti compelido a ter um cartão American Express, por isso não sei se as funcionalidades que ele possui possam ultrapassar essa perda de 20%. Já ouvi no Viaje na Viagem do Ricardo Freire que alguns leitores reclamavam das cotações do dólar usado na conversão da fatura em moeda estrangeira em reais.

Outros programas tem fatores de conversão menos interessantes quando o número de pontos a ser transferido é menos que 20.000, como é o caso do programa HSBC Premier Rewards. Mas nesse caso, só após 20.000 pontos, o fator de conversão é 1 para 1. Além disso, alguns cartões acumulam 1,5 ponto por USD gasto na fatura.

Eu ainda prefiro um cartão com bons bônus ao se inscrever e pontos que nunca se expiram. Se não pagar anuidade, melhor ainda! Por isso ando satisfeito com o meu.

35 comentários:

Anônimo disse...

Rodrigo

Qual e o cartão com pontos que nunca expiram?

Ernesto

Rodrigo Purisch disse...

Um deles é o progrma Sempre Presente de alguns cartões ITAU e Iatu Peronnalite.

Nunca expiram enquanto você mantém o cartão. Mas como tudo nesse mundo pode mudar... Cuidado em alguns cartões a participação nesse programa pode ser cobrada.

http://www.itau.com.br/semprepresente/

rafael disse...

E verdade Rodrigo, se não bastasse a AMEX ter reduzido fator de convesão ainda é cobrada uma taxa de R$ 36,00 reais por transferência de pontuação do Membership para as companhias aéreas, isso sem contar os R$60,00 da anuidade do Membership e da pouca aceitabilidade do cartão no Brasil e por aí vai .. enfim trasnferir meu saldo de pontos hj e bye bye AMEX .. abração !!!

Josué disse...

Olá Rodrigo
Espero não ser inconveniente neste post mas segue alguns comentários:
1 - Possuo dois cartões Amex, o Gold é gratuíto e o Green é (bem) pago. Participo do Memberhips Rewards (tb é pago) e provavelmente pararei de usar os Amex. Sinto-me logrado com a mudança da conversão do pontos...
2 - O Amex Green promete uma viagem bônus anual. Mandei um email p/ eles, demoraram 15 dias para responder, e diseram que no momento não tem promoção. Só estou esperando a anuidade vencer para cancelar... E o motivo será simples: "propaganda enganosa".
3 - Em compras internacionais, além das taxas de serviço (2%), IOF (0,38%), taxa de câmbio (achoque é de 2%) o portador do cartão Amex agora paga também mais 4% pelo uso da bandeira Amex...
4 - Finalmente, quando empresas adquirem outras, elas mudam tudo, (vejam as cacas que a Gol faz na Varig). Em minha opinião o Bradesco está fazendo de tudo para acabar com o Amex aqui no Brasil.
Como disse antes, sinto-me logrado, mas o troco virá em breve.
Um abraço para você e para todos os leitores deste blog.

puigllum disse...

Prezado Rodrigo:

Eu tamb�m tenho cart�o de cr�dito AMEX, o Platinum, sem nenhuma anuidade, que me oferece 1,5 pontos (ou milhas), por d�lar gasto.

Em outras palavras, n�o poderia dizer que estou descontente com a administradora, se n�o fosse a dificuldade em encontrar um lugar que o aceite. No Brasil � e na Europa � a sua utiliza�o � muito restrita, mas, quando me o permitem, uso-o, para ter os pontos.

Eles s�o muitos corretos comigo, cada vez que ligo pedindo informa�es, os atendentes tratam-me com enorme gentileza.

Antes, tinha o Gold AMEX, que me dava 1,3 pontos por d�lar. Ofereceram-me aderir a um plano especial de recompensa, com taxa de ades�o de R$ 30,00, que eu julguei que n�o era muito, j� que n�o se paga anuidade, e esse valor de ades�o tamb�m entra como pontos. A ades�o ao Membership Rewards tamb�m � cobrada (creio que custa R$ 60,00) � o seu valor tamb�m entra no c�mputo dos pontos.

O cart�o da TAM, administrado pelo Ita� d� como recompensa 1,33 pontos por d�lar gasto, com o inconveniente de os pontos serem enviados diretamente � TAM, n�o se permitindo outros parceiros. O do Banco do Brasil d� 1,25 por d�lar gasto. O do Unibanco, 1,5.

Ent�o, nesse pequeno universo, vemos que h� vantagens em ter o cart�o AMEX: pela aus�ncia de anuidade e pelos 1,5 pontos por d�lar gasto.

Cordialmente,
Isac NUnes

Fernando disse...

Amigos, estou querendo pedir um cartão para começar a juntar milhas. O que me recomendam? Estou pensando nos cartões da TAM com o Itaú e Unibanco.

Obrigado.

puigllum disse...

Caro Fernando:

Como V. pode ler no comentário que fiz acima, cada cartão oferece suas vantagens e desvantagens. Cabe-lhe então a prerrogativa de analisar todos e verificar aquele que mais se ajusta ao seu poder aquisitivo e à utilidade que V. quer dar ao cartão.

A meu ver, o que oferece mais benefícios é o do Unibanco, que lhe dá a possibilidade de pagar outras contas (doutros cartões, inclusive), sem cobrar nada por isso. Os cartões das outras administradoras cobram por esse serviço, muito útil em momentos de vacas magras. Há, porém, um detalhe: alguns pagamentos feitos pela fatura, tais como débito automático, não entram no crédito de pontos. Aliás, prefiro não me preocupar muito com esse detalhe, deixar que a administradora decida o que fazer com as minhas contas/pontos, por absoluta falta de opção. Eu já acho que ligo demais para eles...

Nada o impede, porém, de ter um AMEX, pelo qual V. não pagará anuidade, podendo jogar com datas, sem jamais atrasar no pagamento, para evitar surpresas desagradáveis com os juros praticados pelas administradoras.

O da TAM é interessante também, mas há dois inconvenientes: 1º) somente 1,33 pontos/milhas por dólar gasto (enquanto que o do Unibanco e o AMEX (Platinum) dão 1,5 pontos/milhas); 2º) os pontos/milhas somente podem ser enviados à TAM. Embora no BR, atualmente, não haja outras companhias aéreas nacionais com o mesmo alcance de rotas internacionais que a TAM, isso é uma situação provisória, conjuntural. As leis podem mudar, o governo pode, duma hora para outra, autorizar a entrada doutras companhias (inclusive estrangeiras), e V. ficaria amarrado somente com a TAM. Pense neste detalhe.

Saudações.
Puigllum

Anônimo disse...

Estão ótimos os comentários...e lá vão os meus: concordo com quem disse que o Bradesco está querendo destruir o AMEX....o meu em breve vou cancelar...tudo bem q converte cada dólar por 1.5 ponto, só que isso em milha da TAM dá 1.2 milha agora, ou seja, menos que o credicard ITAU...
Gosto muito de usar cartão para pagar boletos bancários e ganhar milhas (vale a pena, mesmo pagando 2% ao mês)e o meu preferido é o platinum do santander (q converte a 1.5 pontos=1.5 milha TAM), já o credicard itau está cobrando,além da taxa de 2%, o IOF, o q acaba retirando a vantagem...
Para quem quiser gahar milhas em compras (e não em pagto de contas), gosto também do platinum da caixa: converte a 1.5milha e a anuidade, se vc chorar, fica bem em conta...é isso amigos...um abraço a todos...Junior/DF

Fernando disse...

Obrigado pelas dicas, amigos!

Até agora o unibanco platinum me pareceu o mais atraente...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Fui verificar entre os papéis que a American Express me manda, junto com a fatura, com explicações sobre a maneira de utilizar o Pague Fácil Amex, e descobri que há uma taxa de serviço de 2% do valor do título pago com o cartão (ou no mínimo R$ 5,00, sendo debitados na fatura do seu cartão), além de o cliente ser obrigado a prever esse pagamento com três dias de antecipação ao vencimento da conta. Ou seja, inviável, só em caso de extrema necessidade.

O Banco do Brasil não cobra nada disso, pelo pagamento de contas pelo cartão Ourocard. Inclusive, esse pagamento (a ser debitada na próxima fatura) pode ser feito no caixa eletrônico, o que facilita muito (o Unibanco só aceita por telefone, e até o vencimento do boleto bancário). O único inconveniente do cartão BB é de receber 1,10 pontos por dólar gasto, e no Platinum; no outro tipo de carão é 1x1. Muito pouco, comparado com os demais, que dão até 1,5.

A exemplo do que disse o Júnior, devemos sempre lançar mão do recurso do choro, para obter redução nas anuidades. Eu já fiz isso com o Unibanco, uma vez, momento em que eles mudaram o meu cartão Gold para Platinum, e eu passei a receber os 1,5 pontos por dólar gasto. Fica a minha sugestão: lágrimas funcionam, nalguns casos.

Saudações
Puigllum

Rodrigo Purisch disse...

Ernesto, Josué, Fernando, Rafael, Junior e Puigllun,

Obrigado pela sua participação. Esse post tem muita dica boa.

Na verdade não há um cartão ideal para todos. Vai depender da sua velocidad de acúmulo de pontos (volume de compras) e seu objetivo.

O programa de recompensas do Unibanco parece interessante, mas como não pago aunidade no meu e os pontos não expiram, fico com ele.

Devemos lembrar que alguns cartões trazem outros benefícios como seguro de saúde para viagem, seguro de malas ou mesmo uma indenização no caso de atraso na entrega da bagagens (quando a passagem foi comprada com o cartão) e por ai vai.

Mas como regra, lembro que não se deve ficar olhando sua conta de pontos como uma conta poupança. As regras podem mudar e aquele vôo tão querido pode não sair por falta de tempo para usar a milhas/pontos ou mesmo pela dificuldade na emissão de uma passagem. Ponto bom é ponto gasto!

Um abraço

Quem tiver mais dicas é só postar!

Mas se você não sabe controlar suas contas ou sempre paga juros no cartão, então reavalie se vale a pena ter uma cartão. Com o juros que você paga já dava para comprar uma passagem...

Tenho a intenção de fazer um comparativo desss cartões, mas tem me faltado tempo...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Só para ilustrar o comentário que o Rodrigo fez, a respeito doutros benefícios que se podem ter de cartões, além do que seriam as milhas propriamente ditas.

Compramos passagens a Paris, pagáveis com o cartão de crédito VISA, do Banco do Brasil.

Apesar das poucas milhas que nos ofereciam (1,10 pontos por dólar gasto), houve um detalhe que me convenceu a pagar com esse cartão e não com qualquer outro: um seguro de viagem para cada membro da minha família que viajava, no valor de € 30.000,00 (trinta mil), já que a exigência, para entrada no Espaço Schengen é de € 25.000, se não me equivoco.

Então, em lugar de contratar um seguro (obrigatório), tivemos essa apólice, sem nenhum custo, tendo como única exigência a comprovação de que a passagem havia sido adquirida integralmente com o cartão VISA, na modalidade crédito.

Saudações,
puigllum

Ricardo Freire disse...

Faço coro com os comentaristas: o American Express não existe mais no Brasil. Agora ele se chama Bradesco e trata a clientela antiga como gado. Infelizmente fiz um crediário em muitas parcelas e não posso cancelar o cartão antes de terminar. Avisei que não iria desbloquear o cartão novo, mas mesmo assim eles me cobram a (caríssima) anuidade. Não responderam meu email e acredito que não atenderam, de propósito, alguns telefonemas meus. É uma vergonha!

Nick disse...

Os melhores cartões para acumular pontos são:
Unicard Platinum , que paga 1,5 milhas por U$, e paga 2 milhas por U$ nas compras de passagens aéreas, diárias de hotéis e aluguel de carros. Permite o pagamento de faturas SEM cobrar tarifa, porém tbém SEM ganhar milhas (os outros cartões cobram tarifa - geralmente cerca de 2% do valor da fatura - mas o valor da fatura paga vale como uma compra normal para ganhar milhas). Ele permite que vc faça os pagamentos de fatura pelo internet banking ou por terminais SE vc for correntista do Unibanco. Os pontos valem por 36 meses e não cobra taxa para transferir as milhas.

A isenção de tarifa para pagamento de faturas do Ourocard é temporária, e o pagamento por terminais é só para clientes do BB.

Os benefícios como seguro de viagem, localização de bagagem, etc, são oferecidos pelas bandeiras (VISA e Mastercard), e são praticamente os mesmos para todos os cartões Platinum, independente do banco emissor.

A melhor dica fica para o final : O cartão do banco Votorantim oferece 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais, 1,5 milhas se ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil.
A anuidade tem valor decrescente com a média de gastos. Vc não paga anuidade se seus gastos mensais ultrapassarem 2500 reais (a primeira anuidade é grátis e dá 5 mil milhas de brinde). Eu pedi o meu hoje. Mais detalhes em www.bancovotorantimcartoes.com.br

Espero ter contribuído.

Giancarlo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giancarlo disse...

Até agora não posso reclamar do AMEX (tenho um platinum desde janeiro). Sem anuidade do cartão em sí e com isenção da anuidade do membership no primeiro ano.

A única bronca é que eles dão 1milha:1dólar, sendo que se vc ligar lá e se inscrever no TurboMembership, por mais 30 reais por ano, vc acumula 1.5milha/1dolar. Ótimo negócio.

O problema é que não me ofereceram esse turbo quando me inscrevi e só descobri isso hoje ao ligar lá inspirado por este blog...

P.S. Vou atrás desse tal cartão do Votorantim...

Giancarlo disse...

Nick, estes cartões do Votorantim são tão bons quanto parecem mesmo? Tá parecendo bom demais para ser verdade, 1,75milha/dolar acima de 2000 reais e ainda com isenção de anuidade para gastos acima de 2500...

Só faltava dar direito a outros programas além do Smiles e o da TAM, mas já muito bom...

puigllum disse...

Prezado Ricardo:

Eu acho que o mais correto seria ligar para a AMEX e pressioná-los pela isenção da anuidade, uma tarifa que, hoje em dia, passou a ser muito questionada, pois, é cada vez mais comum encontrar administradoras que não cobram por seus cartões, que oferecem as mesmas vantagens, às vezes até melhores, como no caso da Votorantim (que eu acabo de descobrir, graças à preciosa dica do colega). A tendência é desaparecer esse tipo de taxa, como acontece, aliás, com uma infinidade de coisas. Alguém se lembra, por exemplo, da época em que se pagava para receber ligações pelo celular? Como tudo, graças à enorme concorrência que existe no setor, as tarifas terão que desaparecer, e as vantagens multiplicarem-se, para as empresas poderem manter a fidelidade dos clientes.

Não desbloqueie o novo cartão, peça um da Votorantim e esqueça o da AMEX por um tempo na gaveta, para ver se eles não lhe telefonam para saber como vão as coisas.

A administradora tem controle de todas as suas operações, eles estão informados da sua média de gastos e onde V. os faz. Aliás, há alguns dias, vi na televisão uma reportagem sobre pessoas que se esforçam para ficar à margem desses controles absolutos que existem hoje em dia. O sujeito entrevistado dizia que não compra absolutamente nada com cartão de crédito, que paga tudo à vista, para fugir do Grande Irmão, que acaba por saber tudo a respeito dos pobres mortais. Se V. for analisar por esse lado, verá facilmente que é verdade. Às vezes, na hora em que vou checar os lançamentos das minhas faturas, penso no quanto aquelas informações ali existentes poderiam ser (mal) aproveitadas se caíssem nas mãos dalguém sem escrúpulos, já que ali aparece todo o histórico das minhas compras, os meus gostos por determinados artigos, restaurantes que freqüento, enfim, todo o histórico dum mês na nossa vida aparece numa simples fatura de cartão de crédito, é terrível. Mas, se eu não comprar, não poderei ter milhas para voar, o que eu faço?

Saudações
puigllum

Nick disse...

Tbém tenho um Amex com anuidade grátis. Ele permite juntar 1,5 pontos por U$, mas como o Miguelch alertou agora 1000 pontos viram apenas 800 milhas!
O Votorantim eu ainda nem recebi... solicitei ontem! Mas acredito que ele esteja oferecendo mais que os outros justamente pq está começando agora e tem que conquistar clientes de outros cartões, e isso sem o poder de divulgação dos grandes bancos.
Quanto ao caso do Ricardo, acho que vc pode cancelar o cartão mesmo tendo dívida parcelada... eles enviam as cobranças das parcelas normalmente, mesmo com o cartão cancelado!

rafael disse...

Bom Tarde!

A dica da colega acima com relação ao cartão Votorantin, instigou a minha curiosidade e após pesquisa no site e conversa com a atende ao telefone (o que mereceu um crédito inicial, pois o atendimento foi muito célere) evidenciei a seguinte situação:


O resgate de milhas é sujeito a tarifação e a tarifa é a bagatela de R$ 35,00 por resgate (o Amex cobra R$ 36,00 pelo primeiro e R$ 18,00 pelos demais desde que realizado pela internet (os cartões do BB, Itau e Unibanco não cobram nada, no cartão do BB se você for correntista do BB você faz a transferência pela internet – além do tempo que você economiza na espera pelo atendimento ao telefone, se livrar do mau humor das atendentes do telemarketing já compensa)

Corrigindo a colega o cartão do Banco Votorantim oferece 1, 2 milha e não 1,5 como mencionado por U$ gasto se ficar o valor da fatura ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil e com relação a oferecer 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais ( Fui informado que para se ter um limite acima de dois mil reais você deverá se enquadrar na modalidade Platinum que exige renda mensal de R$ 7.000,00 o que está fora da minha esfera financeira ( talvez pros deputados, risos, seja uma boa )

Os pontos que você acumula no programa Merece são válidos por 2 anos para o resgate dos prêmios ( no Itau os pontos não vencem e no ladrão Amex também não)



A anuidade realmente tem valor decrescente com a média de gastos, mas caso você não consiga se isentar a anuidade do GOLD custa 3x R$ 53,00. Em tempos de cada vez mais cartões sem unidades tem de se pensar muito.

Apesar de o cartão ter sido lançado há pouco no mercado não está oferecendo tantos diferenciais atrativos, pois oferece 3000 de bônus na ativação na modalidade GOLD pontos pela adesão, mas o cartão da TAM oferece 4000 pontos e a anuidade no 1º ano é de 3 x R$ 33,33 e no 2º em diante você dá aquela choradinha e eles tiram como fizeram com o meu.

Também existe a possibilidade de se realizar o pagamento de títulos e demais boletos no cartão, mas paga-se a taxa de 2,99 % ( mais cara que eu conheço até o momento) + IOF + 1,99 por título ( o TAM cobra R$ 1,00, Ademais existem limites para o uso do serviço Pagamento de Contas, para para o GOLD VISA E MASTERCARD, por exemplo, R$ 800,00.

tudo bem que o cartão TAM já transfere as milhas diretamente para o Fidelidade TAM, mas observando bem TAM é associada a UNITED (VC pode usar milhas da TAM para voar em vários destinos), a LAN, a TACA e por aí vai sendo não é tão ruim assim.

Por fim no site da Votorantim observa-se que além de milhas para Cias aéreas você pode fazer uso de completa consultoria em turismo para sua viagem, não menciona os custos em pontos. Posso imaginar, sendo um pouco preconceituoso, mas por experiência própria, a qualidade, se não os critério dessa consultoria, ainda mais considerando que temos acesso ao excelente Blog do Rodrigo, que tem muio, mais muito mais informações mesmo e dicas que muita agentes de viagem podem nos passar.

Espero que possa ter ajudado, assim como os outros posts assim o fizeram comigo
Rafael

Giancarlo disse...

Rafael,

Suas colocações estão corretas. Contudo, se vc tiver uma média de gastos superior a 2500 e puder comprovar renda maior (ou próximo já basta) ao solicitado é um ótimo negócio, fica um cartão sem anuidade e com taxa de conversão de 1,75 para 1. Depende de onde vc se encaixa.

Nick disse...

Rafael,

Realmente fui muito suscinto no meu post e acabei não mencionando que as informações se referiam à versão Platinum do cartão. No meu caso, os R$35 da taxa de transferência serão cobertos pelo ganho adicional que terei com as milhas. Para pagamento de títulos realmente ele não vale a pena (por enquanto). Cada um tem que avaliar qual o cartão que atende melhor às suas necessidades, como disse o giancarlo. Nada impede, no entanto, que alguém solicite o cartão com a primeira anuidade grátis, ganhe as 5 mil milhas (ou 3 mil no caso do GOLD), use durante um ano, e caso não fique satisfeito ou não consiga a isenção de anuidade, transfira os pontos e cancele o cartão (como já fiz com outros cartões: me ofereceram a primeira anuidade grátis e milhas de bônus... não gostei do cartão, cancelei depois de um ano e fiquei com as milhas). Vou gastar R$35 mas vou ganhar 5 mil milhas!

Obs: Como, para a versão Platinum, a primeira transferência é de no mínimo 7 mil milhas e vc só ganha 5 mil na adesão, vc vai ter que juntar 2 mil milhas antes de transferir as milhas que ganhou na adesão!

Luiz Gustavo disse...

Olá.
Sou usuário do Amex desde 2003. É visível a queda de qualidade desde a compra pelo Bradesco. Comecei inclusive a ter compras suspensas na boca do caixa pois o gasto tinha que passar pela auditoria. Também estou pensando em cancelar.
Sobre seguro de saúde. Sempre que viajo para o exterior faço o seguro do Amex e uma vez, no Chile, tive que utilizar. Foi mandando um médico para o hotel, e depois ao chegar no Brasil tive o reembolso dos medicamentos gastos. Achei o serviço como um todo muito bom. A minha dúvida agora se isso será mantido com o Bradesco.

Maceu disse...

Há alguns meses tenho analisado alguns cartões, e isso me permite relatar uma idéia bastante interessante. Supondo que eu use o cartão Itaucard que é possível acumular pontos no pagamento de faturas de outros cartões e a tarifa desse serviço compensa. Deste modo basta que eu tenha um segundo cartão que também acumule pontos, assim eu pago a fatura deste segundo cartão com o itaucard, assim pontuarei duas vezes sobre um mesmo pagamento. E se fizermos um levantamento de quais cartões tenham essas características do Itaucard, será possível acumular pontos mais rapidamente, pois vai se pagando a fatura de um com o outro e assim até aonde houver cartões que possibilitem isso.

puigllum disse...

Prezado Maceu:

Dentro desse raciocínio, seria possível fazer essa ‘jogada’ durante meses: pagar a conta dum cartão para outro, receber os pontos do Itaucard a cada dois meses, até chegar no limite estipulado para pagamentos com o cartão, o que não é mau negócio, se o outro cartão não cobrar pelo serviço, caso do Unicard e Ourocard (este, temporariamente).

O único inconveniente é que somente no Itaú é possível acumular milhas. Mas, não se pode querer ganhar sempre, né?.

Saudações,

puigllum

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Ocorreram, nos últimos dias, algumas mudanças na cobrança de tarifas cobradas pelo recebimento de fichas de compensação doutros bancos, noutras palavras, o pagamento da fatura do cartão de crédito na fatura do cartão doutro banco, fato que muda um pouco as apreciações que fizemos, nesta mesma página, no decorrer da semana passada.

Primeiramente, no Banco do Brasil, onde não havia nenhuma tarifa cobrada, em virtude de ser este um novo serviço (bem, segue não sendo cobrada tarifa por esse tipo de recebimento), a previsão é de que será 1,5 % sobre o valor do título, com tarifa mínima de R$ 4,00. Os funcionários desse banco ainda não sabem quando isso será posto em prática. A novidade é que o valor pago entrará na contagem de pontos do programa do banco (1,10 pontos, para cartões Platinum).

No Unibanco, também foi introduzida uma nova tarifa. Fui pagar a minha conta, no último fim de semana, e vi-me diante desta novidade: geralmente, R$ 6,90, por transação, para o Platinum (1,00% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 1,00, para alguns cartões; para o da TAM Unicard, seria 1,99% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 2,00). Liguei para o serviço de atendimento por telefone da Unicard, para saber se o valor do recebimento entraria na contagem de pontos, e fui informado de que não. Somente os valores pagos em compras efetuadas com o cartão valem pontos; os demais, não.

Saudações
puigllum

Cristiano disse...

Pessoal, vcs viram que o cartao Itau/Tam suspendeu o pagamento de contas pelo cartão?
E agora, qual o melhor para pagar contas?
Alguém sabe sobre o cartao do Santander, qual a taxa para pagamento de contas? Nao tem no site e nao dao a informacao por tel, dizem para ir a uma agencia.
Abs.

Rodrigo Purisch disse...

Esse é o grande problemas dos programas de fidelidade, programas de recompensas e cartões: Somos sujeitos as mudanças das regras quando essas a eles lhe convierem...

Mas vai tentar mudar a regra a seu favor.....

Anônimo disse...

o cartaõ da petrobras ta me parecendo bom, principalmente se usar na compra de combustivel, que parece que dobra a pontuação.Além disso, é de graça

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Eu tive um cartão da Petrobrás, durante certo tempo, que me interessava na época em que era produtivo ser associado ao programa Smiles da Varig, único parceiro da Petrobrás.

Depois, com o colapso da Varig, já não me convinha manter esse cartão, ademais, nem sempre o preço praticado pelos postos de abastecimento da Petrobrás são os mais atrativos, independentemente da qualidade do combustível (que é, digamos, mais confiável que a dos outros distribuidores).

Será que a Petrobrás permite agora a transferência dos pontos para outras companhias?

Qual é a relação real/pontos?

Saudações,

puigllum

Anônimo disse...

Eu tenho o VISA Estilo e o Master Estilo Banco do Brasil, só pago anuidade do VISA, já usei aqui e no exterior sem problemas, as milhas transfiro sempre para a TAM, a 1ª transferência tem que ter 5 mil pontos, as seguintes a cada 1 mil pontos; vou para a Europa em outubro e já recebi o meu seguro, sem pagar por isso, o atendimento é sempre muito bom. Rosa BSB

Giancarlo disse...

No fim das contas, quem já está usando o Votorantim?

Anônimo disse...

Rodrigo,

Tenho cartão de crédito Americam Expres desde 1992. Com a compra da empresa pelo Bradesco, a utilização do mesmo ficou muito restrita.

Aconselho que NÃO use o cartão no exterior em hipótese alguma.

Comprei duas passagens no Eurostar via web, paguei 104,00 Libras que daria +/- US$ 185,00,,,

Para minha surpresa recebi a fatura a cobrança foi de US$ 212,00 .... Onde será que conseguiram esta taxa de conversão, onde uma libra vale US$ 2,06 ????

Isto é uma brincadeira de mal gosto. Imagine um viajante que gaste US$ 10.000,00 em uma viagem, será lesado em mais de US$ 1500,00 , só na conversão. Alem disto o valor do dólar do Bradeco é o pior de todos, chegando a ser R$ 0,10 mais alto que do Unibanco por exemplo.

Ai o castigo para quem usa o cartão, é dobrado !!!!


Vindo do Bradesco não poderia esperar coisa melhor.

Atenção redobrada. E muita cautela. Cartao AMEX no exterior, só em caso de vida ou morte.

Abraço

Márcio
Poços de Caldas - MG

puigllum disse...

Caros Blogueiros:

Vamos nos reunir para falar mal da AMEX:

Numa recente viagem à França, levei uma parte do meu dinheiro em cheques de viagem da AMEX. Às vezes, levo cheques da VISA, comprados no Banco do Brasil, que podem ser trocados em suas agências no estrangeiro, sem nenhuma comissão, mas, sempre há o inconveniente em ser agência do BB, o que não existe em todos os lugares. Em Paris, há uma, perto do Arco do Triunfo. Bem, por uma situação que não vem ao caso, levei cheques da AMEX, os quais igualmente se podem trocar, sem comissão, em lojas da AMEX.

Eu sabia onde havia uma loja da AMEX na capital francesa, e fui procurá-la (na Avenue de l’Opéra). Porém, descobri que ela já não existia. Passei uma manhã inteira, tentando falar com a central de atendimento da AMEX, que, finalmente, aconselhou-me a ir ao aeroporto, pois a loja do centro de Paris havia fechado. Eu, achando que o aeroporto era muito longe, inviável, estando no centro, quanto tempo perderia até chegar lá, procurar a loja, trocar, andar com o dinheiro todo esse tempo, insisti com a atendente, na esperança de encontrar outro lugar onde pudesse trocar os tais cheques, sem ter que pagar uma alta comissão. Ela disse-me que era só no aeroporto, não havia outro meio. Guardei os cheques, resolvi o meu problema doutra maneira.

Uma semana depois, estava entrando numa agência de correio, para enviar umas cartas, quando vi o adesivo da AMEX. Ao chegar ao caixa, perguntei se eles tinham convênio com a AMEX e se trocariam os cheques de viagens, com quanto de comissão. Foi quando soube que não se cobrava comissão alguma pela troca, devido a um acordo com a AMEX. Fiquei contentíssimo e furioso, ao mesmo tempo, com a atendente da AMEX, que me ocultou essa informação tão preciosa, ou, o que seria pior, nem sabia que isso era possível.

Saudações
puigllum

ludo disse...

Só para constar, essa alteração é para o Platinum Credit e demais cartões.
Para o The Platinum Card, que dá 2 milhas por dólar, continua valendo a conversão de 1-1.

segunda-feira, julho 07, 2008

American Express: Mudanças no Membership Rewards

O leitor Miguelch deu um alerta importante em um comentário feito dias atrás: O programa de recompensas do cartão American Express do Brasil, que é gerenciado pelo Bradesco, alterou o fator de conversão dos pontos do Rewards para os cartões que não são Platinum. Antes 1000 pontos Rewards podiam se transformar em 1000 pontos Fidelidade TAM, agora se transformam em apenas 800!

Nunca me senti compelido a ter um cartão American Express, por isso não sei se as funcionalidades que ele possui possam ultrapassar essa perda de 20%. Já ouvi no Viaje na Viagem do Ricardo Freire que alguns leitores reclamavam das cotações do dólar usado na conversão da fatura em moeda estrangeira em reais.

Outros programas tem fatores de conversão menos interessantes quando o número de pontos a ser transferido é menos que 20.000, como é o caso do programa HSBC Premier Rewards. Mas nesse caso, só após 20.000 pontos, o fator de conversão é 1 para 1. Além disso, alguns cartões acumulam 1,5 ponto por USD gasto na fatura.

Eu ainda prefiro um cartão com bons bônus ao se inscrever e pontos que nunca se expiram. Se não pagar anuidade, melhor ainda! Por isso ando satisfeito com o meu.

35 comentários:

Anônimo disse...

Rodrigo

Qual e o cartão com pontos que nunca expiram?

Ernesto

Rodrigo Purisch disse...

Um deles é o progrma Sempre Presente de alguns cartões ITAU e Iatu Peronnalite.

Nunca expiram enquanto você mantém o cartão. Mas como tudo nesse mundo pode mudar... Cuidado em alguns cartões a participação nesse programa pode ser cobrada.

http://www.itau.com.br/semprepresente/

rafael disse...

E verdade Rodrigo, se não bastasse a AMEX ter reduzido fator de convesão ainda é cobrada uma taxa de R$ 36,00 reais por transferência de pontuação do Membership para as companhias aéreas, isso sem contar os R$60,00 da anuidade do Membership e da pouca aceitabilidade do cartão no Brasil e por aí vai .. enfim trasnferir meu saldo de pontos hj e bye bye AMEX .. abração !!!

Josué disse...

Olá Rodrigo
Espero não ser inconveniente neste post mas segue alguns comentários:
1 - Possuo dois cartões Amex, o Gold é gratuíto e o Green é (bem) pago. Participo do Memberhips Rewards (tb é pago) e provavelmente pararei de usar os Amex. Sinto-me logrado com a mudança da conversão do pontos...
2 - O Amex Green promete uma viagem bônus anual. Mandei um email p/ eles, demoraram 15 dias para responder, e diseram que no momento não tem promoção. Só estou esperando a anuidade vencer para cancelar... E o motivo será simples: "propaganda enganosa".
3 - Em compras internacionais, além das taxas de serviço (2%), IOF (0,38%), taxa de câmbio (achoque é de 2%) o portador do cartão Amex agora paga também mais 4% pelo uso da bandeira Amex...
4 - Finalmente, quando empresas adquirem outras, elas mudam tudo, (vejam as cacas que a Gol faz na Varig). Em minha opinião o Bradesco está fazendo de tudo para acabar com o Amex aqui no Brasil.
Como disse antes, sinto-me logrado, mas o troco virá em breve.
Um abraço para você e para todos os leitores deste blog.

puigllum disse...

Prezado Rodrigo:

Eu tamb�m tenho cart�o de cr�dito AMEX, o Platinum, sem nenhuma anuidade, que me oferece 1,5 pontos (ou milhas), por d�lar gasto.

Em outras palavras, n�o poderia dizer que estou descontente com a administradora, se n�o fosse a dificuldade em encontrar um lugar que o aceite. No Brasil � e na Europa � a sua utiliza�o � muito restrita, mas, quando me o permitem, uso-o, para ter os pontos.

Eles s�o muitos corretos comigo, cada vez que ligo pedindo informa�es, os atendentes tratam-me com enorme gentileza.

Antes, tinha o Gold AMEX, que me dava 1,3 pontos por d�lar. Ofereceram-me aderir a um plano especial de recompensa, com taxa de ades�o de R$ 30,00, que eu julguei que n�o era muito, j� que n�o se paga anuidade, e esse valor de ades�o tamb�m entra como pontos. A ades�o ao Membership Rewards tamb�m � cobrada (creio que custa R$ 60,00) � o seu valor tamb�m entra no c�mputo dos pontos.

O cart�o da TAM, administrado pelo Ita� d� como recompensa 1,33 pontos por d�lar gasto, com o inconveniente de os pontos serem enviados diretamente � TAM, n�o se permitindo outros parceiros. O do Banco do Brasil d� 1,25 por d�lar gasto. O do Unibanco, 1,5.

Ent�o, nesse pequeno universo, vemos que h� vantagens em ter o cart�o AMEX: pela aus�ncia de anuidade e pelos 1,5 pontos por d�lar gasto.

Cordialmente,
Isac NUnes

Fernando disse...

Amigos, estou querendo pedir um cartão para começar a juntar milhas. O que me recomendam? Estou pensando nos cartões da TAM com o Itaú e Unibanco.

Obrigado.

puigllum disse...

Caro Fernando:

Como V. pode ler no comentário que fiz acima, cada cartão oferece suas vantagens e desvantagens. Cabe-lhe então a prerrogativa de analisar todos e verificar aquele que mais se ajusta ao seu poder aquisitivo e à utilidade que V. quer dar ao cartão.

A meu ver, o que oferece mais benefícios é o do Unibanco, que lhe dá a possibilidade de pagar outras contas (doutros cartões, inclusive), sem cobrar nada por isso. Os cartões das outras administradoras cobram por esse serviço, muito útil em momentos de vacas magras. Há, porém, um detalhe: alguns pagamentos feitos pela fatura, tais como débito automático, não entram no crédito de pontos. Aliás, prefiro não me preocupar muito com esse detalhe, deixar que a administradora decida o que fazer com as minhas contas/pontos, por absoluta falta de opção. Eu já acho que ligo demais para eles...

Nada o impede, porém, de ter um AMEX, pelo qual V. não pagará anuidade, podendo jogar com datas, sem jamais atrasar no pagamento, para evitar surpresas desagradáveis com os juros praticados pelas administradoras.

O da TAM é interessante também, mas há dois inconvenientes: 1º) somente 1,33 pontos/milhas por dólar gasto (enquanto que o do Unibanco e o AMEX (Platinum) dão 1,5 pontos/milhas); 2º) os pontos/milhas somente podem ser enviados à TAM. Embora no BR, atualmente, não haja outras companhias aéreas nacionais com o mesmo alcance de rotas internacionais que a TAM, isso é uma situação provisória, conjuntural. As leis podem mudar, o governo pode, duma hora para outra, autorizar a entrada doutras companhias (inclusive estrangeiras), e V. ficaria amarrado somente com a TAM. Pense neste detalhe.

Saudações.
Puigllum

Anônimo disse...

Estão ótimos os comentários...e lá vão os meus: concordo com quem disse que o Bradesco está querendo destruir o AMEX....o meu em breve vou cancelar...tudo bem q converte cada dólar por 1.5 ponto, só que isso em milha da TAM dá 1.2 milha agora, ou seja, menos que o credicard ITAU...
Gosto muito de usar cartão para pagar boletos bancários e ganhar milhas (vale a pena, mesmo pagando 2% ao mês)e o meu preferido é o platinum do santander (q converte a 1.5 pontos=1.5 milha TAM), já o credicard itau está cobrando,além da taxa de 2%, o IOF, o q acaba retirando a vantagem...
Para quem quiser gahar milhas em compras (e não em pagto de contas), gosto também do platinum da caixa: converte a 1.5milha e a anuidade, se vc chorar, fica bem em conta...é isso amigos...um abraço a todos...Junior/DF

Fernando disse...

Obrigado pelas dicas, amigos!

Até agora o unibanco platinum me pareceu o mais atraente...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Fui verificar entre os papéis que a American Express me manda, junto com a fatura, com explicações sobre a maneira de utilizar o Pague Fácil Amex, e descobri que há uma taxa de serviço de 2% do valor do título pago com o cartão (ou no mínimo R$ 5,00, sendo debitados na fatura do seu cartão), além de o cliente ser obrigado a prever esse pagamento com três dias de antecipação ao vencimento da conta. Ou seja, inviável, só em caso de extrema necessidade.

O Banco do Brasil não cobra nada disso, pelo pagamento de contas pelo cartão Ourocard. Inclusive, esse pagamento (a ser debitada na próxima fatura) pode ser feito no caixa eletrônico, o que facilita muito (o Unibanco só aceita por telefone, e até o vencimento do boleto bancário). O único inconveniente do cartão BB é de receber 1,10 pontos por dólar gasto, e no Platinum; no outro tipo de carão é 1x1. Muito pouco, comparado com os demais, que dão até 1,5.

A exemplo do que disse o Júnior, devemos sempre lançar mão do recurso do choro, para obter redução nas anuidades. Eu já fiz isso com o Unibanco, uma vez, momento em que eles mudaram o meu cartão Gold para Platinum, e eu passei a receber os 1,5 pontos por dólar gasto. Fica a minha sugestão: lágrimas funcionam, nalguns casos.

Saudações
Puigllum

Rodrigo Purisch disse...

Ernesto, Josué, Fernando, Rafael, Junior e Puigllun,

Obrigado pela sua participação. Esse post tem muita dica boa.

Na verdade não há um cartão ideal para todos. Vai depender da sua velocidad de acúmulo de pontos (volume de compras) e seu objetivo.

O programa de recompensas do Unibanco parece interessante, mas como não pago aunidade no meu e os pontos não expiram, fico com ele.

Devemos lembrar que alguns cartões trazem outros benefícios como seguro de saúde para viagem, seguro de malas ou mesmo uma indenização no caso de atraso na entrega da bagagens (quando a passagem foi comprada com o cartão) e por ai vai.

Mas como regra, lembro que não se deve ficar olhando sua conta de pontos como uma conta poupança. As regras podem mudar e aquele vôo tão querido pode não sair por falta de tempo para usar a milhas/pontos ou mesmo pela dificuldade na emissão de uma passagem. Ponto bom é ponto gasto!

Um abraço

Quem tiver mais dicas é só postar!

Mas se você não sabe controlar suas contas ou sempre paga juros no cartão, então reavalie se vale a pena ter uma cartão. Com o juros que você paga já dava para comprar uma passagem...

Tenho a intenção de fazer um comparativo desss cartões, mas tem me faltado tempo...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Só para ilustrar o comentário que o Rodrigo fez, a respeito doutros benefícios que se podem ter de cartões, além do que seriam as milhas propriamente ditas.

Compramos passagens a Paris, pagáveis com o cartão de crédito VISA, do Banco do Brasil.

Apesar das poucas milhas que nos ofereciam (1,10 pontos por dólar gasto), houve um detalhe que me convenceu a pagar com esse cartão e não com qualquer outro: um seguro de viagem para cada membro da minha família que viajava, no valor de € 30.000,00 (trinta mil), já que a exigência, para entrada no Espaço Schengen é de € 25.000, se não me equivoco.

Então, em lugar de contratar um seguro (obrigatório), tivemos essa apólice, sem nenhum custo, tendo como única exigência a comprovação de que a passagem havia sido adquirida integralmente com o cartão VISA, na modalidade crédito.

Saudações,
puigllum

Ricardo Freire disse...

Faço coro com os comentaristas: o American Express não existe mais no Brasil. Agora ele se chama Bradesco e trata a clientela antiga como gado. Infelizmente fiz um crediário em muitas parcelas e não posso cancelar o cartão antes de terminar. Avisei que não iria desbloquear o cartão novo, mas mesmo assim eles me cobram a (caríssima) anuidade. Não responderam meu email e acredito que não atenderam, de propósito, alguns telefonemas meus. É uma vergonha!

Nick disse...

Os melhores cartões para acumular pontos são:
Unicard Platinum , que paga 1,5 milhas por U$, e paga 2 milhas por U$ nas compras de passagens aéreas, diárias de hotéis e aluguel de carros. Permite o pagamento de faturas SEM cobrar tarifa, porém tbém SEM ganhar milhas (os outros cartões cobram tarifa - geralmente cerca de 2% do valor da fatura - mas o valor da fatura paga vale como uma compra normal para ganhar milhas). Ele permite que vc faça os pagamentos de fatura pelo internet banking ou por terminais SE vc for correntista do Unibanco. Os pontos valem por 36 meses e não cobra taxa para transferir as milhas.

A isenção de tarifa para pagamento de faturas do Ourocard é temporária, e o pagamento por terminais é só para clientes do BB.

Os benefícios como seguro de viagem, localização de bagagem, etc, são oferecidos pelas bandeiras (VISA e Mastercard), e são praticamente os mesmos para todos os cartões Platinum, independente do banco emissor.

A melhor dica fica para o final : O cartão do banco Votorantim oferece 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais, 1,5 milhas se ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil.
A anuidade tem valor decrescente com a média de gastos. Vc não paga anuidade se seus gastos mensais ultrapassarem 2500 reais (a primeira anuidade é grátis e dá 5 mil milhas de brinde). Eu pedi o meu hoje. Mais detalhes em www.bancovotorantimcartoes.com.br

Espero ter contribuído.

Giancarlo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giancarlo disse...

Até agora não posso reclamar do AMEX (tenho um platinum desde janeiro). Sem anuidade do cartão em sí e com isenção da anuidade do membership no primeiro ano.

A única bronca é que eles dão 1milha:1dólar, sendo que se vc ligar lá e se inscrever no TurboMembership, por mais 30 reais por ano, vc acumula 1.5milha/1dolar. Ótimo negócio.

O problema é que não me ofereceram esse turbo quando me inscrevi e só descobri isso hoje ao ligar lá inspirado por este blog...

P.S. Vou atrás desse tal cartão do Votorantim...

Giancarlo disse...

Nick, estes cartões do Votorantim são tão bons quanto parecem mesmo? Tá parecendo bom demais para ser verdade, 1,75milha/dolar acima de 2000 reais e ainda com isenção de anuidade para gastos acima de 2500...

Só faltava dar direito a outros programas além do Smiles e o da TAM, mas já muito bom...

puigllum disse...

Prezado Ricardo:

Eu acho que o mais correto seria ligar para a AMEX e pressioná-los pela isenção da anuidade, uma tarifa que, hoje em dia, passou a ser muito questionada, pois, é cada vez mais comum encontrar administradoras que não cobram por seus cartões, que oferecem as mesmas vantagens, às vezes até melhores, como no caso da Votorantim (que eu acabo de descobrir, graças à preciosa dica do colega). A tendência é desaparecer esse tipo de taxa, como acontece, aliás, com uma infinidade de coisas. Alguém se lembra, por exemplo, da época em que se pagava para receber ligações pelo celular? Como tudo, graças à enorme concorrência que existe no setor, as tarifas terão que desaparecer, e as vantagens multiplicarem-se, para as empresas poderem manter a fidelidade dos clientes.

Não desbloqueie o novo cartão, peça um da Votorantim e esqueça o da AMEX por um tempo na gaveta, para ver se eles não lhe telefonam para saber como vão as coisas.

A administradora tem controle de todas as suas operações, eles estão informados da sua média de gastos e onde V. os faz. Aliás, há alguns dias, vi na televisão uma reportagem sobre pessoas que se esforçam para ficar à margem desses controles absolutos que existem hoje em dia. O sujeito entrevistado dizia que não compra absolutamente nada com cartão de crédito, que paga tudo à vista, para fugir do Grande Irmão, que acaba por saber tudo a respeito dos pobres mortais. Se V. for analisar por esse lado, verá facilmente que é verdade. Às vezes, na hora em que vou checar os lançamentos das minhas faturas, penso no quanto aquelas informações ali existentes poderiam ser (mal) aproveitadas se caíssem nas mãos dalguém sem escrúpulos, já que ali aparece todo o histórico das minhas compras, os meus gostos por determinados artigos, restaurantes que freqüento, enfim, todo o histórico dum mês na nossa vida aparece numa simples fatura de cartão de crédito, é terrível. Mas, se eu não comprar, não poderei ter milhas para voar, o que eu faço?

Saudações
puigllum

Nick disse...

Tbém tenho um Amex com anuidade grátis. Ele permite juntar 1,5 pontos por U$, mas como o Miguelch alertou agora 1000 pontos viram apenas 800 milhas!
O Votorantim eu ainda nem recebi... solicitei ontem! Mas acredito que ele esteja oferecendo mais que os outros justamente pq está começando agora e tem que conquistar clientes de outros cartões, e isso sem o poder de divulgação dos grandes bancos.
Quanto ao caso do Ricardo, acho que vc pode cancelar o cartão mesmo tendo dívida parcelada... eles enviam as cobranças das parcelas normalmente, mesmo com o cartão cancelado!

rafael disse...

Bom Tarde!

A dica da colega acima com relação ao cartão Votorantin, instigou a minha curiosidade e após pesquisa no site e conversa com a atende ao telefone (o que mereceu um crédito inicial, pois o atendimento foi muito célere) evidenciei a seguinte situação:


O resgate de milhas é sujeito a tarifação e a tarifa é a bagatela de R$ 35,00 por resgate (o Amex cobra R$ 36,00 pelo primeiro e R$ 18,00 pelos demais desde que realizado pela internet (os cartões do BB, Itau e Unibanco não cobram nada, no cartão do BB se você for correntista do BB você faz a transferência pela internet – além do tempo que você economiza na espera pelo atendimento ao telefone, se livrar do mau humor das atendentes do telemarketing já compensa)

Corrigindo a colega o cartão do Banco Votorantim oferece 1, 2 milha e não 1,5 como mencionado por U$ gasto se ficar o valor da fatura ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil e com relação a oferecer 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais ( Fui informado que para se ter um limite acima de dois mil reais você deverá se enquadrar na modalidade Platinum que exige renda mensal de R$ 7.000,00 o que está fora da minha esfera financeira ( talvez pros deputados, risos, seja uma boa )

Os pontos que você acumula no programa Merece são válidos por 2 anos para o resgate dos prêmios ( no Itau os pontos não vencem e no ladrão Amex também não)



A anuidade realmente tem valor decrescente com a média de gastos, mas caso você não consiga se isentar a anuidade do GOLD custa 3x R$ 53,00. Em tempos de cada vez mais cartões sem unidades tem de se pensar muito.

Apesar de o cartão ter sido lançado há pouco no mercado não está oferecendo tantos diferenciais atrativos, pois oferece 3000 de bônus na ativação na modalidade GOLD pontos pela adesão, mas o cartão da TAM oferece 4000 pontos e a anuidade no 1º ano é de 3 x R$ 33,33 e no 2º em diante você dá aquela choradinha e eles tiram como fizeram com o meu.

Também existe a possibilidade de se realizar o pagamento de títulos e demais boletos no cartão, mas paga-se a taxa de 2,99 % ( mais cara que eu conheço até o momento) + IOF + 1,99 por título ( o TAM cobra R$ 1,00, Ademais existem limites para o uso do serviço Pagamento de Contas, para para o GOLD VISA E MASTERCARD, por exemplo, R$ 800,00.

tudo bem que o cartão TAM já transfere as milhas diretamente para o Fidelidade TAM, mas observando bem TAM é associada a UNITED (VC pode usar milhas da TAM para voar em vários destinos), a LAN, a TACA e por aí vai sendo não é tão ruim assim.

Por fim no site da Votorantim observa-se que além de milhas para Cias aéreas você pode fazer uso de completa consultoria em turismo para sua viagem, não menciona os custos em pontos. Posso imaginar, sendo um pouco preconceituoso, mas por experiência própria, a qualidade, se não os critério dessa consultoria, ainda mais considerando que temos acesso ao excelente Blog do Rodrigo, que tem muio, mais muito mais informações mesmo e dicas que muita agentes de viagem podem nos passar.

Espero que possa ter ajudado, assim como os outros posts assim o fizeram comigo
Rafael

Giancarlo disse...

Rafael,

Suas colocações estão corretas. Contudo, se vc tiver uma média de gastos superior a 2500 e puder comprovar renda maior (ou próximo já basta) ao solicitado é um ótimo negócio, fica um cartão sem anuidade e com taxa de conversão de 1,75 para 1. Depende de onde vc se encaixa.

Nick disse...

Rafael,

Realmente fui muito suscinto no meu post e acabei não mencionando que as informações se referiam à versão Platinum do cartão. No meu caso, os R$35 da taxa de transferência serão cobertos pelo ganho adicional que terei com as milhas. Para pagamento de títulos realmente ele não vale a pena (por enquanto). Cada um tem que avaliar qual o cartão que atende melhor às suas necessidades, como disse o giancarlo. Nada impede, no entanto, que alguém solicite o cartão com a primeira anuidade grátis, ganhe as 5 mil milhas (ou 3 mil no caso do GOLD), use durante um ano, e caso não fique satisfeito ou não consiga a isenção de anuidade, transfira os pontos e cancele o cartão (como já fiz com outros cartões: me ofereceram a primeira anuidade grátis e milhas de bônus... não gostei do cartão, cancelei depois de um ano e fiquei com as milhas). Vou gastar R$35 mas vou ganhar 5 mil milhas!

Obs: Como, para a versão Platinum, a primeira transferência é de no mínimo 7 mil milhas e vc só ganha 5 mil na adesão, vc vai ter que juntar 2 mil milhas antes de transferir as milhas que ganhou na adesão!

Luiz Gustavo disse...

Olá.
Sou usuário do Amex desde 2003. É visível a queda de qualidade desde a compra pelo Bradesco. Comecei inclusive a ter compras suspensas na boca do caixa pois o gasto tinha que passar pela auditoria. Também estou pensando em cancelar.
Sobre seguro de saúde. Sempre que viajo para o exterior faço o seguro do Amex e uma vez, no Chile, tive que utilizar. Foi mandando um médico para o hotel, e depois ao chegar no Brasil tive o reembolso dos medicamentos gastos. Achei o serviço como um todo muito bom. A minha dúvida agora se isso será mantido com o Bradesco.

Maceu disse...

Há alguns meses tenho analisado alguns cartões, e isso me permite relatar uma idéia bastante interessante. Supondo que eu use o cartão Itaucard que é possível acumular pontos no pagamento de faturas de outros cartões e a tarifa desse serviço compensa. Deste modo basta que eu tenha um segundo cartão que também acumule pontos, assim eu pago a fatura deste segundo cartão com o itaucard, assim pontuarei duas vezes sobre um mesmo pagamento. E se fizermos um levantamento de quais cartões tenham essas características do Itaucard, será possível acumular pontos mais rapidamente, pois vai se pagando a fatura de um com o outro e assim até aonde houver cartões que possibilitem isso.

puigllum disse...

Prezado Maceu:

Dentro desse raciocínio, seria possível fazer essa ‘jogada’ durante meses: pagar a conta dum cartão para outro, receber os pontos do Itaucard a cada dois meses, até chegar no limite estipulado para pagamentos com o cartão, o que não é mau negócio, se o outro cartão não cobrar pelo serviço, caso do Unicard e Ourocard (este, temporariamente).

O único inconveniente é que somente no Itaú é possível acumular milhas. Mas, não se pode querer ganhar sempre, né?.

Saudações,

puigllum

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Ocorreram, nos últimos dias, algumas mudanças na cobrança de tarifas cobradas pelo recebimento de fichas de compensação doutros bancos, noutras palavras, o pagamento da fatura do cartão de crédito na fatura do cartão doutro banco, fato que muda um pouco as apreciações que fizemos, nesta mesma página, no decorrer da semana passada.

Primeiramente, no Banco do Brasil, onde não havia nenhuma tarifa cobrada, em virtude de ser este um novo serviço (bem, segue não sendo cobrada tarifa por esse tipo de recebimento), a previsão é de que será 1,5 % sobre o valor do título, com tarifa mínima de R$ 4,00. Os funcionários desse banco ainda não sabem quando isso será posto em prática. A novidade é que o valor pago entrará na contagem de pontos do programa do banco (1,10 pontos, para cartões Platinum).

No Unibanco, também foi introduzida uma nova tarifa. Fui pagar a minha conta, no último fim de semana, e vi-me diante desta novidade: geralmente, R$ 6,90, por transação, para o Platinum (1,00% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 1,00, para alguns cartões; para o da TAM Unicard, seria 1,99% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 2,00). Liguei para o serviço de atendimento por telefone da Unicard, para saber se o valor do recebimento entraria na contagem de pontos, e fui informado de que não. Somente os valores pagos em compras efetuadas com o cartão valem pontos; os demais, não.

Saudações
puigllum

Cristiano disse...

Pessoal, vcs viram que o cartao Itau/Tam suspendeu o pagamento de contas pelo cartão?
E agora, qual o melhor para pagar contas?
Alguém sabe sobre o cartao do Santander, qual a taxa para pagamento de contas? Nao tem no site e nao dao a informacao por tel, dizem para ir a uma agencia.
Abs.

Rodrigo Purisch disse...

Esse é o grande problemas dos programas de fidelidade, programas de recompensas e cartões: Somos sujeitos as mudanças das regras quando essas a eles lhe convierem...

Mas vai tentar mudar a regra a seu favor.....

Anônimo disse...

o cartaõ da petrobras ta me parecendo bom, principalmente se usar na compra de combustivel, que parece que dobra a pontuação.Além disso, é de graça

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Eu tive um cartão da Petrobrás, durante certo tempo, que me interessava na época em que era produtivo ser associado ao programa Smiles da Varig, único parceiro da Petrobrás.

Depois, com o colapso da Varig, já não me convinha manter esse cartão, ademais, nem sempre o preço praticado pelos postos de abastecimento da Petrobrás são os mais atrativos, independentemente da qualidade do combustível (que é, digamos, mais confiável que a dos outros distribuidores).

Será que a Petrobrás permite agora a transferência dos pontos para outras companhias?

Qual é a relação real/pontos?

Saudações,

puigllum

Anônimo disse...

Eu tenho o VISA Estilo e o Master Estilo Banco do Brasil, só pago anuidade do VISA, já usei aqui e no exterior sem problemas, as milhas transfiro sempre para a TAM, a 1ª transferência tem que ter 5 mil pontos, as seguintes a cada 1 mil pontos; vou para a Europa em outubro e já recebi o meu seguro, sem pagar por isso, o atendimento é sempre muito bom. Rosa BSB

Giancarlo disse...

No fim das contas, quem já está usando o Votorantim?

Anônimo disse...

Rodrigo,

Tenho cartão de crédito Americam Expres desde 1992. Com a compra da empresa pelo Bradesco, a utilização do mesmo ficou muito restrita.

Aconselho que NÃO use o cartão no exterior em hipótese alguma.

Comprei duas passagens no Eurostar via web, paguei 104,00 Libras que daria +/- US$ 185,00,,,

Para minha surpresa recebi a fatura a cobrança foi de US$ 212,00 .... Onde será que conseguiram esta taxa de conversão, onde uma libra vale US$ 2,06 ????

Isto é uma brincadeira de mal gosto. Imagine um viajante que gaste US$ 10.000,00 em uma viagem, será lesado em mais de US$ 1500,00 , só na conversão. Alem disto o valor do dólar do Bradeco é o pior de todos, chegando a ser R$ 0,10 mais alto que do Unibanco por exemplo.

Ai o castigo para quem usa o cartão, é dobrado !!!!


Vindo do Bradesco não poderia esperar coisa melhor.

Atenção redobrada. E muita cautela. Cartao AMEX no exterior, só em caso de vida ou morte.

Abraço

Márcio
Poços de Caldas - MG

puigllum disse...

Caros Blogueiros:

Vamos nos reunir para falar mal da AMEX:

Numa recente viagem à França, levei uma parte do meu dinheiro em cheques de viagem da AMEX. Às vezes, levo cheques da VISA, comprados no Banco do Brasil, que podem ser trocados em suas agências no estrangeiro, sem nenhuma comissão, mas, sempre há o inconveniente em ser agência do BB, o que não existe em todos os lugares. Em Paris, há uma, perto do Arco do Triunfo. Bem, por uma situação que não vem ao caso, levei cheques da AMEX, os quais igualmente se podem trocar, sem comissão, em lojas da AMEX.

Eu sabia onde havia uma loja da AMEX na capital francesa, e fui procurá-la (na Avenue de l’Opéra). Porém, descobri que ela já não existia. Passei uma manhã inteira, tentando falar com a central de atendimento da AMEX, que, finalmente, aconselhou-me a ir ao aeroporto, pois a loja do centro de Paris havia fechado. Eu, achando que o aeroporto era muito longe, inviável, estando no centro, quanto tempo perderia até chegar lá, procurar a loja, trocar, andar com o dinheiro todo esse tempo, insisti com a atendente, na esperança de encontrar outro lugar onde pudesse trocar os tais cheques, sem ter que pagar uma alta comissão. Ela disse-me que era só no aeroporto, não havia outro meio. Guardei os cheques, resolvi o meu problema doutra maneira.

Uma semana depois, estava entrando numa agência de correio, para enviar umas cartas, quando vi o adesivo da AMEX. Ao chegar ao caixa, perguntei se eles tinham convênio com a AMEX e se trocariam os cheques de viagens, com quanto de comissão. Foi quando soube que não se cobrava comissão alguma pela troca, devido a um acordo com a AMEX. Fiquei contentíssimo e furioso, ao mesmo tempo, com a atendente da AMEX, que me ocultou essa informação tão preciosa, ou, o que seria pior, nem sabia que isso era possível.

Saudações
puigllum

ludo disse...

Só para constar, essa alteração é para o Platinum Credit e demais cartões.
Para o The Platinum Card, que dá 2 milhas por dólar, continua valendo a conversão de 1-1.

segunda-feira, julho 07, 2008

American Express: Mudanças no Membership Rewards

O leitor Miguelch deu um alerta importante em um comentário feito dias atrás: O programa de recompensas do cartão American Express do Brasil, que é gerenciado pelo Bradesco, alterou o fator de conversão dos pontos do Rewards para os cartões que não são Platinum. Antes 1000 pontos Rewards podiam se transformar em 1000 pontos Fidelidade TAM, agora se transformam em apenas 800!

Nunca me senti compelido a ter um cartão American Express, por isso não sei se as funcionalidades que ele possui possam ultrapassar essa perda de 20%. Já ouvi no Viaje na Viagem do Ricardo Freire que alguns leitores reclamavam das cotações do dólar usado na conversão da fatura em moeda estrangeira em reais.

Outros programas tem fatores de conversão menos interessantes quando o número de pontos a ser transferido é menos que 20.000, como é o caso do programa HSBC Premier Rewards. Mas nesse caso, só após 20.000 pontos, o fator de conversão é 1 para 1. Além disso, alguns cartões acumulam 1,5 ponto por USD gasto na fatura.

Eu ainda prefiro um cartão com bons bônus ao se inscrever e pontos que nunca se expiram. Se não pagar anuidade, melhor ainda! Por isso ando satisfeito com o meu.

35 comentários:

Anônimo disse...

Rodrigo

Qual e o cartão com pontos que nunca expiram?

Ernesto

Rodrigo Purisch disse...

Um deles é o progrma Sempre Presente de alguns cartões ITAU e Iatu Peronnalite.

Nunca expiram enquanto você mantém o cartão. Mas como tudo nesse mundo pode mudar... Cuidado em alguns cartões a participação nesse programa pode ser cobrada.

http://www.itau.com.br/semprepresente/

rafael disse...

E verdade Rodrigo, se não bastasse a AMEX ter reduzido fator de convesão ainda é cobrada uma taxa de R$ 36,00 reais por transferência de pontuação do Membership para as companhias aéreas, isso sem contar os R$60,00 da anuidade do Membership e da pouca aceitabilidade do cartão no Brasil e por aí vai .. enfim trasnferir meu saldo de pontos hj e bye bye AMEX .. abração !!!

Josué disse...

Olá Rodrigo
Espero não ser inconveniente neste post mas segue alguns comentários:
1 - Possuo dois cartões Amex, o Gold é gratuíto e o Green é (bem) pago. Participo do Memberhips Rewards (tb é pago) e provavelmente pararei de usar os Amex. Sinto-me logrado com a mudança da conversão do pontos...
2 - O Amex Green promete uma viagem bônus anual. Mandei um email p/ eles, demoraram 15 dias para responder, e diseram que no momento não tem promoção. Só estou esperando a anuidade vencer para cancelar... E o motivo será simples: "propaganda enganosa".
3 - Em compras internacionais, além das taxas de serviço (2%), IOF (0,38%), taxa de câmbio (achoque é de 2%) o portador do cartão Amex agora paga também mais 4% pelo uso da bandeira Amex...
4 - Finalmente, quando empresas adquirem outras, elas mudam tudo, (vejam as cacas que a Gol faz na Varig). Em minha opinião o Bradesco está fazendo de tudo para acabar com o Amex aqui no Brasil.
Como disse antes, sinto-me logrado, mas o troco virá em breve.
Um abraço para você e para todos os leitores deste blog.

puigllum disse...

Prezado Rodrigo:

Eu tamb�m tenho cart�o de cr�dito AMEX, o Platinum, sem nenhuma anuidade, que me oferece 1,5 pontos (ou milhas), por d�lar gasto.

Em outras palavras, n�o poderia dizer que estou descontente com a administradora, se n�o fosse a dificuldade em encontrar um lugar que o aceite. No Brasil � e na Europa � a sua utiliza�o � muito restrita, mas, quando me o permitem, uso-o, para ter os pontos.

Eles s�o muitos corretos comigo, cada vez que ligo pedindo informa�es, os atendentes tratam-me com enorme gentileza.

Antes, tinha o Gold AMEX, que me dava 1,3 pontos por d�lar. Ofereceram-me aderir a um plano especial de recompensa, com taxa de ades�o de R$ 30,00, que eu julguei que n�o era muito, j� que n�o se paga anuidade, e esse valor de ades�o tamb�m entra como pontos. A ades�o ao Membership Rewards tamb�m � cobrada (creio que custa R$ 60,00) � o seu valor tamb�m entra no c�mputo dos pontos.

O cart�o da TAM, administrado pelo Ita� d� como recompensa 1,33 pontos por d�lar gasto, com o inconveniente de os pontos serem enviados diretamente � TAM, n�o se permitindo outros parceiros. O do Banco do Brasil d� 1,25 por d�lar gasto. O do Unibanco, 1,5.

Ent�o, nesse pequeno universo, vemos que h� vantagens em ter o cart�o AMEX: pela aus�ncia de anuidade e pelos 1,5 pontos por d�lar gasto.

Cordialmente,
Isac NUnes

Fernando disse...

Amigos, estou querendo pedir um cartão para começar a juntar milhas. O que me recomendam? Estou pensando nos cartões da TAM com o Itaú e Unibanco.

Obrigado.

puigllum disse...

Caro Fernando:

Como V. pode ler no comentário que fiz acima, cada cartão oferece suas vantagens e desvantagens. Cabe-lhe então a prerrogativa de analisar todos e verificar aquele que mais se ajusta ao seu poder aquisitivo e à utilidade que V. quer dar ao cartão.

A meu ver, o que oferece mais benefícios é o do Unibanco, que lhe dá a possibilidade de pagar outras contas (doutros cartões, inclusive), sem cobrar nada por isso. Os cartões das outras administradoras cobram por esse serviço, muito útil em momentos de vacas magras. Há, porém, um detalhe: alguns pagamentos feitos pela fatura, tais como débito automático, não entram no crédito de pontos. Aliás, prefiro não me preocupar muito com esse detalhe, deixar que a administradora decida o que fazer com as minhas contas/pontos, por absoluta falta de opção. Eu já acho que ligo demais para eles...

Nada o impede, porém, de ter um AMEX, pelo qual V. não pagará anuidade, podendo jogar com datas, sem jamais atrasar no pagamento, para evitar surpresas desagradáveis com os juros praticados pelas administradoras.

O da TAM é interessante também, mas há dois inconvenientes: 1º) somente 1,33 pontos/milhas por dólar gasto (enquanto que o do Unibanco e o AMEX (Platinum) dão 1,5 pontos/milhas); 2º) os pontos/milhas somente podem ser enviados à TAM. Embora no BR, atualmente, não haja outras companhias aéreas nacionais com o mesmo alcance de rotas internacionais que a TAM, isso é uma situação provisória, conjuntural. As leis podem mudar, o governo pode, duma hora para outra, autorizar a entrada doutras companhias (inclusive estrangeiras), e V. ficaria amarrado somente com a TAM. Pense neste detalhe.

Saudações.
Puigllum

Anônimo disse...

Estão ótimos os comentários...e lá vão os meus: concordo com quem disse que o Bradesco está querendo destruir o AMEX....o meu em breve vou cancelar...tudo bem q converte cada dólar por 1.5 ponto, só que isso em milha da TAM dá 1.2 milha agora, ou seja, menos que o credicard ITAU...
Gosto muito de usar cartão para pagar boletos bancários e ganhar milhas (vale a pena, mesmo pagando 2% ao mês)e o meu preferido é o platinum do santander (q converte a 1.5 pontos=1.5 milha TAM), já o credicard itau está cobrando,além da taxa de 2%, o IOF, o q acaba retirando a vantagem...
Para quem quiser gahar milhas em compras (e não em pagto de contas), gosto também do platinum da caixa: converte a 1.5milha e a anuidade, se vc chorar, fica bem em conta...é isso amigos...um abraço a todos...Junior/DF

Fernando disse...

Obrigado pelas dicas, amigos!

Até agora o unibanco platinum me pareceu o mais atraente...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Fui verificar entre os papéis que a American Express me manda, junto com a fatura, com explicações sobre a maneira de utilizar o Pague Fácil Amex, e descobri que há uma taxa de serviço de 2% do valor do título pago com o cartão (ou no mínimo R$ 5,00, sendo debitados na fatura do seu cartão), além de o cliente ser obrigado a prever esse pagamento com três dias de antecipação ao vencimento da conta. Ou seja, inviável, só em caso de extrema necessidade.

O Banco do Brasil não cobra nada disso, pelo pagamento de contas pelo cartão Ourocard. Inclusive, esse pagamento (a ser debitada na próxima fatura) pode ser feito no caixa eletrônico, o que facilita muito (o Unibanco só aceita por telefone, e até o vencimento do boleto bancário). O único inconveniente do cartão BB é de receber 1,10 pontos por dólar gasto, e no Platinum; no outro tipo de carão é 1x1. Muito pouco, comparado com os demais, que dão até 1,5.

A exemplo do que disse o Júnior, devemos sempre lançar mão do recurso do choro, para obter redução nas anuidades. Eu já fiz isso com o Unibanco, uma vez, momento em que eles mudaram o meu cartão Gold para Platinum, e eu passei a receber os 1,5 pontos por dólar gasto. Fica a minha sugestão: lágrimas funcionam, nalguns casos.

Saudações
Puigllum

Rodrigo Purisch disse...

Ernesto, Josué, Fernando, Rafael, Junior e Puigllun,

Obrigado pela sua participação. Esse post tem muita dica boa.

Na verdade não há um cartão ideal para todos. Vai depender da sua velocidad de acúmulo de pontos (volume de compras) e seu objetivo.

O programa de recompensas do Unibanco parece interessante, mas como não pago aunidade no meu e os pontos não expiram, fico com ele.

Devemos lembrar que alguns cartões trazem outros benefícios como seguro de saúde para viagem, seguro de malas ou mesmo uma indenização no caso de atraso na entrega da bagagens (quando a passagem foi comprada com o cartão) e por ai vai.

Mas como regra, lembro que não se deve ficar olhando sua conta de pontos como uma conta poupança. As regras podem mudar e aquele vôo tão querido pode não sair por falta de tempo para usar a milhas/pontos ou mesmo pela dificuldade na emissão de uma passagem. Ponto bom é ponto gasto!

Um abraço

Quem tiver mais dicas é só postar!

Mas se você não sabe controlar suas contas ou sempre paga juros no cartão, então reavalie se vale a pena ter uma cartão. Com o juros que você paga já dava para comprar uma passagem...

Tenho a intenção de fazer um comparativo desss cartões, mas tem me faltado tempo...

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Só para ilustrar o comentário que o Rodrigo fez, a respeito doutros benefícios que se podem ter de cartões, além do que seriam as milhas propriamente ditas.

Compramos passagens a Paris, pagáveis com o cartão de crédito VISA, do Banco do Brasil.

Apesar das poucas milhas que nos ofereciam (1,10 pontos por dólar gasto), houve um detalhe que me convenceu a pagar com esse cartão e não com qualquer outro: um seguro de viagem para cada membro da minha família que viajava, no valor de € 30.000,00 (trinta mil), já que a exigência, para entrada no Espaço Schengen é de € 25.000, se não me equivoco.

Então, em lugar de contratar um seguro (obrigatório), tivemos essa apólice, sem nenhum custo, tendo como única exigência a comprovação de que a passagem havia sido adquirida integralmente com o cartão VISA, na modalidade crédito.

Saudações,
puigllum

Ricardo Freire disse...

Faço coro com os comentaristas: o American Express não existe mais no Brasil. Agora ele se chama Bradesco e trata a clientela antiga como gado. Infelizmente fiz um crediário em muitas parcelas e não posso cancelar o cartão antes de terminar. Avisei que não iria desbloquear o cartão novo, mas mesmo assim eles me cobram a (caríssima) anuidade. Não responderam meu email e acredito que não atenderam, de propósito, alguns telefonemas meus. É uma vergonha!

Nick disse...

Os melhores cartões para acumular pontos são:
Unicard Platinum , que paga 1,5 milhas por U$, e paga 2 milhas por U$ nas compras de passagens aéreas, diárias de hotéis e aluguel de carros. Permite o pagamento de faturas SEM cobrar tarifa, porém tbém SEM ganhar milhas (os outros cartões cobram tarifa - geralmente cerca de 2% do valor da fatura - mas o valor da fatura paga vale como uma compra normal para ganhar milhas). Ele permite que vc faça os pagamentos de fatura pelo internet banking ou por terminais SE vc for correntista do Unibanco. Os pontos valem por 36 meses e não cobra taxa para transferir as milhas.

A isenção de tarifa para pagamento de faturas do Ourocard é temporária, e o pagamento por terminais é só para clientes do BB.

Os benefícios como seguro de viagem, localização de bagagem, etc, são oferecidos pelas bandeiras (VISA e Mastercard), e são praticamente os mesmos para todos os cartões Platinum, independente do banco emissor.

A melhor dica fica para o final : O cartão do banco Votorantim oferece 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais, 1,5 milhas se ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil.
A anuidade tem valor decrescente com a média de gastos. Vc não paga anuidade se seus gastos mensais ultrapassarem 2500 reais (a primeira anuidade é grátis e dá 5 mil milhas de brinde). Eu pedi o meu hoje. Mais detalhes em www.bancovotorantimcartoes.com.br

Espero ter contribuído.

Giancarlo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giancarlo disse...

Até agora não posso reclamar do AMEX (tenho um platinum desde janeiro). Sem anuidade do cartão em sí e com isenção da anuidade do membership no primeiro ano.

A única bronca é que eles dão 1milha:1dólar, sendo que se vc ligar lá e se inscrever no TurboMembership, por mais 30 reais por ano, vc acumula 1.5milha/1dolar. Ótimo negócio.

O problema é que não me ofereceram esse turbo quando me inscrevi e só descobri isso hoje ao ligar lá inspirado por este blog...

P.S. Vou atrás desse tal cartão do Votorantim...

Giancarlo disse...

Nick, estes cartões do Votorantim são tão bons quanto parecem mesmo? Tá parecendo bom demais para ser verdade, 1,75milha/dolar acima de 2000 reais e ainda com isenção de anuidade para gastos acima de 2500...

Só faltava dar direito a outros programas além do Smiles e o da TAM, mas já muito bom...

puigllum disse...

Prezado Ricardo:

Eu acho que o mais correto seria ligar para a AMEX e pressioná-los pela isenção da anuidade, uma tarifa que, hoje em dia, passou a ser muito questionada, pois, é cada vez mais comum encontrar administradoras que não cobram por seus cartões, que oferecem as mesmas vantagens, às vezes até melhores, como no caso da Votorantim (que eu acabo de descobrir, graças à preciosa dica do colega). A tendência é desaparecer esse tipo de taxa, como acontece, aliás, com uma infinidade de coisas. Alguém se lembra, por exemplo, da época em que se pagava para receber ligações pelo celular? Como tudo, graças à enorme concorrência que existe no setor, as tarifas terão que desaparecer, e as vantagens multiplicarem-se, para as empresas poderem manter a fidelidade dos clientes.

Não desbloqueie o novo cartão, peça um da Votorantim e esqueça o da AMEX por um tempo na gaveta, para ver se eles não lhe telefonam para saber como vão as coisas.

A administradora tem controle de todas as suas operações, eles estão informados da sua média de gastos e onde V. os faz. Aliás, há alguns dias, vi na televisão uma reportagem sobre pessoas que se esforçam para ficar à margem desses controles absolutos que existem hoje em dia. O sujeito entrevistado dizia que não compra absolutamente nada com cartão de crédito, que paga tudo à vista, para fugir do Grande Irmão, que acaba por saber tudo a respeito dos pobres mortais. Se V. for analisar por esse lado, verá facilmente que é verdade. Às vezes, na hora em que vou checar os lançamentos das minhas faturas, penso no quanto aquelas informações ali existentes poderiam ser (mal) aproveitadas se caíssem nas mãos dalguém sem escrúpulos, já que ali aparece todo o histórico das minhas compras, os meus gostos por determinados artigos, restaurantes que freqüento, enfim, todo o histórico dum mês na nossa vida aparece numa simples fatura de cartão de crédito, é terrível. Mas, se eu não comprar, não poderei ter milhas para voar, o que eu faço?

Saudações
puigllum

Nick disse...

Tbém tenho um Amex com anuidade grátis. Ele permite juntar 1,5 pontos por U$, mas como o Miguelch alertou agora 1000 pontos viram apenas 800 milhas!
O Votorantim eu ainda nem recebi... solicitei ontem! Mas acredito que ele esteja oferecendo mais que os outros justamente pq está começando agora e tem que conquistar clientes de outros cartões, e isso sem o poder de divulgação dos grandes bancos.
Quanto ao caso do Ricardo, acho que vc pode cancelar o cartão mesmo tendo dívida parcelada... eles enviam as cobranças das parcelas normalmente, mesmo com o cartão cancelado!

rafael disse...

Bom Tarde!

A dica da colega acima com relação ao cartão Votorantin, instigou a minha curiosidade e após pesquisa no site e conversa com a atende ao telefone (o que mereceu um crédito inicial, pois o atendimento foi muito célere) evidenciei a seguinte situação:


O resgate de milhas é sujeito a tarifação e a tarifa é a bagatela de R$ 35,00 por resgate (o Amex cobra R$ 36,00 pelo primeiro e R$ 18,00 pelos demais desde que realizado pela internet (os cartões do BB, Itau e Unibanco não cobram nada, no cartão do BB se você for correntista do BB você faz a transferência pela internet – além do tempo que você economiza na espera pelo atendimento ao telefone, se livrar do mau humor das atendentes do telemarketing já compensa)

Corrigindo a colega o cartão do Banco Votorantim oferece 1, 2 milha e não 1,5 como mencionado por U$ gasto se ficar o valor da fatura ficar entre 1 e 2 mil, e 1 milha se ficar abaixo de mil e com relação a oferecer 1,75 milhas por U$ se sua fatura passar de 2 mil reais ( Fui informado que para se ter um limite acima de dois mil reais você deverá se enquadrar na modalidade Platinum que exige renda mensal de R$ 7.000,00 o que está fora da minha esfera financeira ( talvez pros deputados, risos, seja uma boa )

Os pontos que você acumula no programa Merece são válidos por 2 anos para o resgate dos prêmios ( no Itau os pontos não vencem e no ladrão Amex também não)



A anuidade realmente tem valor decrescente com a média de gastos, mas caso você não consiga se isentar a anuidade do GOLD custa 3x R$ 53,00. Em tempos de cada vez mais cartões sem unidades tem de se pensar muito.

Apesar de o cartão ter sido lançado há pouco no mercado não está oferecendo tantos diferenciais atrativos, pois oferece 3000 de bônus na ativação na modalidade GOLD pontos pela adesão, mas o cartão da TAM oferece 4000 pontos e a anuidade no 1º ano é de 3 x R$ 33,33 e no 2º em diante você dá aquela choradinha e eles tiram como fizeram com o meu.

Também existe a possibilidade de se realizar o pagamento de títulos e demais boletos no cartão, mas paga-se a taxa de 2,99 % ( mais cara que eu conheço até o momento) + IOF + 1,99 por título ( o TAM cobra R$ 1,00, Ademais existem limites para o uso do serviço Pagamento de Contas, para para o GOLD VISA E MASTERCARD, por exemplo, R$ 800,00.

tudo bem que o cartão TAM já transfere as milhas diretamente para o Fidelidade TAM, mas observando bem TAM é associada a UNITED (VC pode usar milhas da TAM para voar em vários destinos), a LAN, a TACA e por aí vai sendo não é tão ruim assim.

Por fim no site da Votorantim observa-se que além de milhas para Cias aéreas você pode fazer uso de completa consultoria em turismo para sua viagem, não menciona os custos em pontos. Posso imaginar, sendo um pouco preconceituoso, mas por experiência própria, a qualidade, se não os critério dessa consultoria, ainda mais considerando que temos acesso ao excelente Blog do Rodrigo, que tem muio, mais muito mais informações mesmo e dicas que muita agentes de viagem podem nos passar.

Espero que possa ter ajudado, assim como os outros posts assim o fizeram comigo
Rafael

Giancarlo disse...

Rafael,

Suas colocações estão corretas. Contudo, se vc tiver uma média de gastos superior a 2500 e puder comprovar renda maior (ou próximo já basta) ao solicitado é um ótimo negócio, fica um cartão sem anuidade e com taxa de conversão de 1,75 para 1. Depende de onde vc se encaixa.

Nick disse...

Rafael,

Realmente fui muito suscinto no meu post e acabei não mencionando que as informações se referiam à versão Platinum do cartão. No meu caso, os R$35 da taxa de transferência serão cobertos pelo ganho adicional que terei com as milhas. Para pagamento de títulos realmente ele não vale a pena (por enquanto). Cada um tem que avaliar qual o cartão que atende melhor às suas necessidades, como disse o giancarlo. Nada impede, no entanto, que alguém solicite o cartão com a primeira anuidade grátis, ganhe as 5 mil milhas (ou 3 mil no caso do GOLD), use durante um ano, e caso não fique satisfeito ou não consiga a isenção de anuidade, transfira os pontos e cancele o cartão (como já fiz com outros cartões: me ofereceram a primeira anuidade grátis e milhas de bônus... não gostei do cartão, cancelei depois de um ano e fiquei com as milhas). Vou gastar R$35 mas vou ganhar 5 mil milhas!

Obs: Como, para a versão Platinum, a primeira transferência é de no mínimo 7 mil milhas e vc só ganha 5 mil na adesão, vc vai ter que juntar 2 mil milhas antes de transferir as milhas que ganhou na adesão!

Luiz Gustavo disse...

Olá.
Sou usuário do Amex desde 2003. É visível a queda de qualidade desde a compra pelo Bradesco. Comecei inclusive a ter compras suspensas na boca do caixa pois o gasto tinha que passar pela auditoria. Também estou pensando em cancelar.
Sobre seguro de saúde. Sempre que viajo para o exterior faço o seguro do Amex e uma vez, no Chile, tive que utilizar. Foi mandando um médico para o hotel, e depois ao chegar no Brasil tive o reembolso dos medicamentos gastos. Achei o serviço como um todo muito bom. A minha dúvida agora se isso será mantido com o Bradesco.

Maceu disse...

Há alguns meses tenho analisado alguns cartões, e isso me permite relatar uma idéia bastante interessante. Supondo que eu use o cartão Itaucard que é possível acumular pontos no pagamento de faturas de outros cartões e a tarifa desse serviço compensa. Deste modo basta que eu tenha um segundo cartão que também acumule pontos, assim eu pago a fatura deste segundo cartão com o itaucard, assim pontuarei duas vezes sobre um mesmo pagamento. E se fizermos um levantamento de quais cartões tenham essas características do Itaucard, será possível acumular pontos mais rapidamente, pois vai se pagando a fatura de um com o outro e assim até aonde houver cartões que possibilitem isso.

puigllum disse...

Prezado Maceu:

Dentro desse raciocínio, seria possível fazer essa ‘jogada’ durante meses: pagar a conta dum cartão para outro, receber os pontos do Itaucard a cada dois meses, até chegar no limite estipulado para pagamentos com o cartão, o que não é mau negócio, se o outro cartão não cobrar pelo serviço, caso do Unicard e Ourocard (este, temporariamente).

O único inconveniente é que somente no Itaú é possível acumular milhas. Mas, não se pode querer ganhar sempre, né?.

Saudações,

puigllum

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Ocorreram, nos últimos dias, algumas mudanças na cobrança de tarifas cobradas pelo recebimento de fichas de compensação doutros bancos, noutras palavras, o pagamento da fatura do cartão de crédito na fatura do cartão doutro banco, fato que muda um pouco as apreciações que fizemos, nesta mesma página, no decorrer da semana passada.

Primeiramente, no Banco do Brasil, onde não havia nenhuma tarifa cobrada, em virtude de ser este um novo serviço (bem, segue não sendo cobrada tarifa por esse tipo de recebimento), a previsão é de que será 1,5 % sobre o valor do título, com tarifa mínima de R$ 4,00. Os funcionários desse banco ainda não sabem quando isso será posto em prática. A novidade é que o valor pago entrará na contagem de pontos do programa do banco (1,10 pontos, para cartões Platinum).

No Unibanco, também foi introduzida uma nova tarifa. Fui pagar a minha conta, no último fim de semana, e vi-me diante desta novidade: geralmente, R$ 6,90, por transação, para o Platinum (1,00% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 1,00, para alguns cartões; para o da TAM Unicard, seria 1,99% sobre o valor da conta ou mínimo de R$ 2,00). Liguei para o serviço de atendimento por telefone da Unicard, para saber se o valor do recebimento entraria na contagem de pontos, e fui informado de que não. Somente os valores pagos em compras efetuadas com o cartão valem pontos; os demais, não.

Saudações
puigllum

Cristiano disse...

Pessoal, vcs viram que o cartao Itau/Tam suspendeu o pagamento de contas pelo cartão?
E agora, qual o melhor para pagar contas?
Alguém sabe sobre o cartao do Santander, qual a taxa para pagamento de contas? Nao tem no site e nao dao a informacao por tel, dizem para ir a uma agencia.
Abs.

Rodrigo Purisch disse...

Esse é o grande problemas dos programas de fidelidade, programas de recompensas e cartões: Somos sujeitos as mudanças das regras quando essas a eles lhe convierem...

Mas vai tentar mudar a regra a seu favor.....

Anônimo disse...

o cartaõ da petrobras ta me parecendo bom, principalmente se usar na compra de combustivel, que parece que dobra a pontuação.Além disso, é de graça

puigllum disse...

Prezados Blogueiros:

Eu tive um cartão da Petrobrás, durante certo tempo, que me interessava na época em que era produtivo ser associado ao programa Smiles da Varig, único parceiro da Petrobrás.

Depois, com o colapso da Varig, já não me convinha manter esse cartão, ademais, nem sempre o preço praticado pelos postos de abastecimento da Petrobrás são os mais atrativos, independentemente da qualidade do combustível (que é, digamos, mais confiável que a dos outros distribuidores).

Será que a Petrobrás permite agora a transferência dos pontos para outras companhias?

Qual é a relação real/pontos?

Saudações,

puigllum

Anônimo disse...

Eu tenho o VISA Estilo e o Master Estilo Banco do Brasil, só pago anuidade do VISA, já usei aqui e no exterior sem problemas, as milhas transfiro sempre para a TAM, a 1ª transferência tem que ter 5 mil pontos, as seguintes a cada 1 mil pontos; vou para a Europa em outubro e já recebi o meu seguro, sem pagar por isso, o atendimento é sempre muito bom. Rosa BSB

Giancarlo disse...

No fim das contas, quem já está usando o Votorantim?

Anônimo disse...

Rodrigo,

Tenho cartão de crédito Americam Expres desde 1992. Com a compra da empresa pelo Bradesco, a utilização do mesmo ficou muito restrita.

Aconselho que NÃO use o cartão no exterior em hipótese alguma.

Comprei duas passagens no Eurostar via web, paguei 104,00 Libras que daria +/- US$ 185,00,,,

Para minha surpresa recebi a fatura a cobrança foi de US$ 212,00 .... Onde será que conseguiram esta taxa de conversão, onde uma libra vale US$ 2,06 ????

Isto é uma brincadeira de mal gosto. Imagine um viajante que gaste US$ 10.000,00 em uma viagem, será lesado em mais de US$ 1500,00 , só na conversão. Alem disto o valor do dólar do Bradeco é o pior de todos, chegando a ser R$ 0,10 mais alto que do Unibanco por exemplo.

Ai o castigo para quem usa o cartão, é dobrado !!!!


Vindo do Bradesco não poderia esperar coisa melhor.

Atenção redobrada. E muita cautela. Cartao AMEX no exterior, só em caso de vida ou morte.

Abraço

Márcio
Poços de Caldas - MG

puigllum disse...

Caros Blogueiros:

Vamos nos reunir para falar mal da AMEX:

Numa recente viagem à França, levei uma parte do meu dinheiro em cheques de viagem da AMEX. Às vezes, levo cheques da VISA, comprados no Banco do Brasil, que podem ser trocados em suas agências no estrangeiro, sem nenhuma comissão, mas, sempre há o inconveniente em ser agência do BB, o que não existe em todos os lugares. Em Paris, há uma, perto do Arco do Triunfo. Bem, por uma situação que não vem ao caso, levei cheques da AMEX, os quais igualmente se podem trocar, sem comissão, em lojas da AMEX.

Eu sabia onde havia uma loja da AMEX na capital francesa, e fui procurá-la (na Avenue de l’Opéra). Porém, descobri que ela já não existia. Passei uma manhã inteira, tentando falar com a central de atendimento da AMEX, que, finalmente, aconselhou-me a ir ao aeroporto, pois a loja do centro de Paris havia fechado. Eu, achando que o aeroporto era muito longe, inviável, estando no centro, quanto tempo perderia até chegar lá, procurar a loja, trocar, andar com o dinheiro todo esse tempo, insisti com a atendente, na esperança de encontrar outro lugar onde pudesse trocar os tais cheques, sem ter que pagar uma alta comissão. Ela disse-me que era só no aeroporto, não havia outro meio. Guardei os cheques, resolvi o meu problema doutra maneira.

Uma semana depois, estava entrando numa agência de correio, para enviar umas cartas, quando vi o adesivo da AMEX. Ao chegar ao caixa, perguntei se eles tinham convênio com a AMEX e se trocariam os cheques de viagens, com quanto de comissão. Foi quando soube que não se cobrava comissão alguma pela troca, devido a um acordo com a AMEX. Fiquei contentíssimo e furioso, ao mesmo tempo, com a atendente da AMEX, que me ocultou essa informação tão preciosa, ou, o que seria pior, nem sabia que isso era possível.

Saudações
puigllum

ludo disse...

Só para constar, essa alteração é para o Platinum Credit e demais cartões.
Para o The Platinum Card, que dá 2 milhas por dólar, continua valendo a conversão de 1-1.