sexta-feira, julho 04, 2008

Será o Fim do Cartão de Embarque?

Para que gosta de viajar e colecionar os canhotos dos cartões de embarque, a substituição desses por papéis a la extrato bancário (papel térmico) foi um balde de água fria. Ainda existe a opção de imprimir seu próprio cartão de embarque numa folha simples de papel no caso de fazer um check in pela Internet.

Não é que agora está em teste nos EUA um cartão de embarque enviado para o celular? A Continental está testando o sistema junto com o TSA (a ANAC deles) no aeroporto Regan em Washington.

Não vai sobrar nem papel para guardar como lembrança do vôo... A não ser que você vá guardar a fatura do cartão de crédito...

Realmente, o glamour nos aéreas está com em seus últimos dias..

12 comentários:

Anônimo disse...

NAO VEJO COMO GLAMOUR ESTES TICKETS DE VIAGEM...
AGORA QUE SE TORNA BEM MAIS PRATICO SEM PAPEL NA MAO...E DANDO SOMENTE UM CODIGO DE ACESSO..ISSO LA É BEM MELHOR..
MAS A DUVIDA SURGE ASSI,
COMO ADVOGADA..COMO IREI PROCESSAR A CIA AEREA?????COMPRAVAR O BILHETES HORARIO E ETX.
NO JUDICIARIO É IMPRESCENDIVEL A APRESENTAÇÃO DOS BILHETES......
WELL..TOMARA QUE DÊ CERTO.
OTIMO DIA PROCES.

Gerão disse...

Mes passado fui para Paris pela TAM e no trecho GRU/CDG demoramos mais de 1 hora em GRU pra resolver um "pequeno" overbooking onde no na poltrona ao meu lado, 4 passageiros tinham o mesmo lugar marcado em seus tickets de embarque(2 eu já tinha visto, 4 foi a primeira vez). Sem o Ticket vai dar um pouco mais de confusão.
E ainda vai ter Cia dizendo que faz isso porque é ecologicamente correto, gasta menos papel e salva as árvores.

Rodrigo, me desculpe, mas em tempos de apagão aéreo, restrições de bagagens, barrinhas de cereal e outras modernidades. Glamour só nas suites dos A380; e sem fazer barulho para não incomodar os outros passageiros.

[]'s
Rogério

Dorothy disse...

É uma pena. Sempre guardo meus cartões de embarque. São lembranças inesquecíveis de viagens inesquecíveis.
Outra coisa, Rodrigo. Voce conhece alguem que conseguiu emitir bilhete na promoção da Varig (2.500 Pontos)com as milhas Smiles ? Tem uns dez dias que tento e nada. Nunca tem disponibilidade. São pouquíssimas aeronaves e consequentemente pouquíssimos voos. Vou desistir da milhagem da Varig.

garimpo de estilo disse...

Ano passado também fui a Paris pela Tam e o jantar acabou: 20 passageiros ficaram sem comida... Glamour total, hein? E o vôo estava com ocupação de 70%: imaginem se estivesse lotado!

Dorothy,
eu emiti no início da semana dois trechos por esta promoção da Varig, não tive nenhuma dificuldade.

bjos

tickets disse...

Oi Rodrigo!

Aqui no Brasil a Gol está testando uma solução semelhante.

Pra falar a verdade os cartões de embarque não me fazem falta alguma. Já o respeito das companhias com os passageiros... esse sim faz falta

Rafael Borja

MARCIA CASARES disse...

Rodrigo,
Foi-se o tempo do glamour nas viagens aéreas.Quando as pessoas se arrumavam para viajar,as cias se esmeravam no atendimento, e a Varig sempre brilhava e nos enchia de orgulho.
Hoje viaja-se de chinelão e moletom, as cias servem barrinhas de cereal, e os aeroportos parecem rodoviárias...
A falta do cartão de embarque é só um detalhe a mais...
Socorro!!!
Abraços
Márcia Casares
Mamãe e o Intercâmbio

Anônimo disse...

marcia,
que bom que os aeroportos parecem rodoviarias, isso significa que mais brasileiros estao tendo acesso as viagens aereas!
eduardo.

Rodrigo Purisch disse...

Acho que o Glamour tinha de uma relação com um serviço de difícil e caro acesso.

Eu acredito que a popularização pe bem-vinda e reflete a necessidade de deslocar-se mais rápido e eficientemente.

Rogério, Glamour hoje é só na Primeira classe mesmo de lagumas cias, que ainda permanecem inalcançáveis a maioria dos mortais...

Sinto falta do cartão por motivos emocionais e não racionais. Me lembro das malinhas de refeição que meus pais traziam com todo carinho para os filhos quando voavam Varig.

Rafael,
Se não me engano, esse sistema da Gol substitui o e-ticket/check in. Você chega com ele feito e ai você vai em um balcão especial e eles te dão aquele extrato para embarcar. Nesse caso a mensagem do celular já embute seu cartão de embarque. Se for voar sem mala, é só ir direto ao embarque.

Realmente, mover uma ação tendo como prova uma mensagem dentro do celular não deve ser fácil.... Se com todos os papéis já não é!


Essa promoção da Varig está causando polêmica aqui no Blog. Alguns conseguem e muitos não. Há um risco de que a maiori esteja mirando no Nordeste como destino, e a Varig ainda opera poucos vôos. No final de semana a disponibilidade é muito baixa. A espera nancentral Smiles tem sido longa, mas opto por entrar em contato de madruga (ela funciona 24hs) e fica mais fácil.

Um abraço a todos!

Marcia Casares disse...

Não concordo não, Eduardo e Rodrigo.
Em função do acesso de uma classe
que antes não andava de avião, é que a aviação ficou desse jeito, insegura e mal atendida.
Em função desta demagogia, é que andamos de avião morrendo de medo.
Deveriam sim, existir outras alternativas de transporte.
Mas é mais fácil para o governo popularizar a aviação e deixar este assunto nas mãos incompetentes dos seus correligionários.
Isso porém é uma discussão que não cabe aqui.
Desculpe Rodrigo, mas eu não acredito que a popularização não tenha afetado a manutenção dos aviões e consequentemente a segurança de todos.
Afinal, estamos no Brasil!
Abraços a todos

Rodrigo Purisch disse...

Márcia,

Respeito sua opinião. Mas acredito que o que causou esse quadro que você relatou não foi a popularização dos vôos e sim a falta de capacidade gerencial do governo e suas agências.

Todos os passageiros pagam taxas de embarque e as cias aéreas taxas de utilização dos aeroportos, dentre as mais altas do mundo. Portanto o dinheiro existia e não foi aplicado como deveria e desviado para outras atividades. A ANAC deixou de cumprir suas atividades para ser refém dos conchavos e acordos políticos.

Muitos países têm volumes de vôos muito maiores que o Brasil, nem por isso oferecem serviços aos passageiros tão precários e uma fiscalização tão omissa.

O medo vem da dúvida se algo está sendo ou não feito = sensação de impunidade + falta de fiscalização.

Me desculpem os paulistas, mas muitas vezes acho o terminal rodoviário do Tietê presta um serviço ao consumidor melhor que o aeroporto de Guarulhos (mais opções de serviços, cadeiras e interligação com os demais transportes públicos).

Quanto a forma do brasileiro se portar, ai temos que rezar para que um dia a educação (de qualidade, não o que temos visto atualmente) se torne prioridade no país, já que ele se porta de forma muitas vezes discutível no trânsito, nas escolas, em momentos solenes e por ai vai.


Um abraço

Leo Zeno disse...

Ola Dorothy

Eu consegui nessa semana de feriado (9 de Julho) ir a FLN por 2500 milhas com a Varig. O voo estava bem vazio, tanto na ida como na volta. Continue tentando!! Sorte!!

Rodrigo Purisch disse...

Leo,
Essa promoção tem causado muita polêmica no blog. Muita gente não consegue, mas um outro tanto consegue.

Persistência é a palavra chave.

Obrigado pelas visitas!

sexta-feira, julho 04, 2008

Será o Fim do Cartão de Embarque?

Para que gosta de viajar e colecionar os canhotos dos cartões de embarque, a substituição desses por papéis a la extrato bancário (papel térmico) foi um balde de água fria. Ainda existe a opção de imprimir seu próprio cartão de embarque numa folha simples de papel no caso de fazer um check in pela Internet.

Não é que agora está em teste nos EUA um cartão de embarque enviado para o celular? A Continental está testando o sistema junto com o TSA (a ANAC deles) no aeroporto Regan em Washington.

Não vai sobrar nem papel para guardar como lembrança do vôo... A não ser que você vá guardar a fatura do cartão de crédito...

Realmente, o glamour nos aéreas está com em seus últimos dias..

12 comentários:

Anônimo disse...

NAO VEJO COMO GLAMOUR ESTES TICKETS DE VIAGEM...
AGORA QUE SE TORNA BEM MAIS PRATICO SEM PAPEL NA MAO...E DANDO SOMENTE UM CODIGO DE ACESSO..ISSO LA É BEM MELHOR..
MAS A DUVIDA SURGE ASSI,
COMO ADVOGADA..COMO IREI PROCESSAR A CIA AEREA?????COMPRAVAR O BILHETES HORARIO E ETX.
NO JUDICIARIO É IMPRESCENDIVEL A APRESENTAÇÃO DOS BILHETES......
WELL..TOMARA QUE DÊ CERTO.
OTIMO DIA PROCES.

Gerão disse...

Mes passado fui para Paris pela TAM e no trecho GRU/CDG demoramos mais de 1 hora em GRU pra resolver um "pequeno" overbooking onde no na poltrona ao meu lado, 4 passageiros tinham o mesmo lugar marcado em seus tickets de embarque(2 eu já tinha visto, 4 foi a primeira vez). Sem o Ticket vai dar um pouco mais de confusão.
E ainda vai ter Cia dizendo que faz isso porque é ecologicamente correto, gasta menos papel e salva as árvores.

Rodrigo, me desculpe, mas em tempos de apagão aéreo, restrições de bagagens, barrinhas de cereal e outras modernidades. Glamour só nas suites dos A380; e sem fazer barulho para não incomodar os outros passageiros.

[]'s
Rogério

Dorothy disse...

É uma pena. Sempre guardo meus cartões de embarque. São lembranças inesquecíveis de viagens inesquecíveis.
Outra coisa, Rodrigo. Voce conhece alguem que conseguiu emitir bilhete na promoção da Varig (2.500 Pontos)com as milhas Smiles ? Tem uns dez dias que tento e nada. Nunca tem disponibilidade. São pouquíssimas aeronaves e consequentemente pouquíssimos voos. Vou desistir da milhagem da Varig.

garimpo de estilo disse...

Ano passado também fui a Paris pela Tam e o jantar acabou: 20 passageiros ficaram sem comida... Glamour total, hein? E o vôo estava com ocupação de 70%: imaginem se estivesse lotado!

Dorothy,
eu emiti no início da semana dois trechos por esta promoção da Varig, não tive nenhuma dificuldade.

bjos

tickets disse...

Oi Rodrigo!

Aqui no Brasil a Gol está testando uma solução semelhante.

Pra falar a verdade os cartões de embarque não me fazem falta alguma. Já o respeito das companhias com os passageiros... esse sim faz falta

Rafael Borja

MARCIA CASARES disse...

Rodrigo,
Foi-se o tempo do glamour nas viagens aéreas.Quando as pessoas se arrumavam para viajar,as cias se esmeravam no atendimento, e a Varig sempre brilhava e nos enchia de orgulho.
Hoje viaja-se de chinelão e moletom, as cias servem barrinhas de cereal, e os aeroportos parecem rodoviárias...
A falta do cartão de embarque é só um detalhe a mais...
Socorro!!!
Abraços
Márcia Casares
Mamãe e o Intercâmbio

Anônimo disse...

marcia,
que bom que os aeroportos parecem rodoviarias, isso significa que mais brasileiros estao tendo acesso as viagens aereas!
eduardo.

Rodrigo Purisch disse...

Acho que o Glamour tinha de uma relação com um serviço de difícil e caro acesso.

Eu acredito que a popularização pe bem-vinda e reflete a necessidade de deslocar-se mais rápido e eficientemente.

Rogério, Glamour hoje é só na Primeira classe mesmo de lagumas cias, que ainda permanecem inalcançáveis a maioria dos mortais...

Sinto falta do cartão por motivos emocionais e não racionais. Me lembro das malinhas de refeição que meus pais traziam com todo carinho para os filhos quando voavam Varig.

Rafael,
Se não me engano, esse sistema da Gol substitui o e-ticket/check in. Você chega com ele feito e ai você vai em um balcão especial e eles te dão aquele extrato para embarcar. Nesse caso a mensagem do celular já embute seu cartão de embarque. Se for voar sem mala, é só ir direto ao embarque.

Realmente, mover uma ação tendo como prova uma mensagem dentro do celular não deve ser fácil.... Se com todos os papéis já não é!


Essa promoção da Varig está causando polêmica aqui no Blog. Alguns conseguem e muitos não. Há um risco de que a maiori esteja mirando no Nordeste como destino, e a Varig ainda opera poucos vôos. No final de semana a disponibilidade é muito baixa. A espera nancentral Smiles tem sido longa, mas opto por entrar em contato de madruga (ela funciona 24hs) e fica mais fácil.

Um abraço a todos!

Marcia Casares disse...

Não concordo não, Eduardo e Rodrigo.
Em função do acesso de uma classe
que antes não andava de avião, é que a aviação ficou desse jeito, insegura e mal atendida.
Em função desta demagogia, é que andamos de avião morrendo de medo.
Deveriam sim, existir outras alternativas de transporte.
Mas é mais fácil para o governo popularizar a aviação e deixar este assunto nas mãos incompetentes dos seus correligionários.
Isso porém é uma discussão que não cabe aqui.
Desculpe Rodrigo, mas eu não acredito que a popularização não tenha afetado a manutenção dos aviões e consequentemente a segurança de todos.
Afinal, estamos no Brasil!
Abraços a todos

Rodrigo Purisch disse...

Márcia,

Respeito sua opinião. Mas acredito que o que causou esse quadro que você relatou não foi a popularização dos vôos e sim a falta de capacidade gerencial do governo e suas agências.

Todos os passageiros pagam taxas de embarque e as cias aéreas taxas de utilização dos aeroportos, dentre as mais altas do mundo. Portanto o dinheiro existia e não foi aplicado como deveria e desviado para outras atividades. A ANAC deixou de cumprir suas atividades para ser refém dos conchavos e acordos políticos.

Muitos países têm volumes de vôos muito maiores que o Brasil, nem por isso oferecem serviços aos passageiros tão precários e uma fiscalização tão omissa.

O medo vem da dúvida se algo está sendo ou não feito = sensação de impunidade + falta de fiscalização.

Me desculpem os paulistas, mas muitas vezes acho o terminal rodoviário do Tietê presta um serviço ao consumidor melhor que o aeroporto de Guarulhos (mais opções de serviços, cadeiras e interligação com os demais transportes públicos).

Quanto a forma do brasileiro se portar, ai temos que rezar para que um dia a educação (de qualidade, não o que temos visto atualmente) se torne prioridade no país, já que ele se porta de forma muitas vezes discutível no trânsito, nas escolas, em momentos solenes e por ai vai.


Um abraço

Leo Zeno disse...

Ola Dorothy

Eu consegui nessa semana de feriado (9 de Julho) ir a FLN por 2500 milhas com a Varig. O voo estava bem vazio, tanto na ida como na volta. Continue tentando!! Sorte!!

Rodrigo Purisch disse...

Leo,
Essa promoção tem causado muita polêmica no blog. Muita gente não consegue, mas um outro tanto consegue.

Persistência é a palavra chave.

Obrigado pelas visitas!

sexta-feira, julho 04, 2008

Será o Fim do Cartão de Embarque?

Para que gosta de viajar e colecionar os canhotos dos cartões de embarque, a substituição desses por papéis a la extrato bancário (papel térmico) foi um balde de água fria. Ainda existe a opção de imprimir seu próprio cartão de embarque numa folha simples de papel no caso de fazer um check in pela Internet.

Não é que agora está em teste nos EUA um cartão de embarque enviado para o celular? A Continental está testando o sistema junto com o TSA (a ANAC deles) no aeroporto Regan em Washington.

Não vai sobrar nem papel para guardar como lembrança do vôo... A não ser que você vá guardar a fatura do cartão de crédito...

Realmente, o glamour nos aéreas está com em seus últimos dias..

12 comentários:

Anônimo disse...

NAO VEJO COMO GLAMOUR ESTES TICKETS DE VIAGEM...
AGORA QUE SE TORNA BEM MAIS PRATICO SEM PAPEL NA MAO...E DANDO SOMENTE UM CODIGO DE ACESSO..ISSO LA É BEM MELHOR..
MAS A DUVIDA SURGE ASSI,
COMO ADVOGADA..COMO IREI PROCESSAR A CIA AEREA?????COMPRAVAR O BILHETES HORARIO E ETX.
NO JUDICIARIO É IMPRESCENDIVEL A APRESENTAÇÃO DOS BILHETES......
WELL..TOMARA QUE DÊ CERTO.
OTIMO DIA PROCES.

Gerão disse...

Mes passado fui para Paris pela TAM e no trecho GRU/CDG demoramos mais de 1 hora em GRU pra resolver um "pequeno" overbooking onde no na poltrona ao meu lado, 4 passageiros tinham o mesmo lugar marcado em seus tickets de embarque(2 eu já tinha visto, 4 foi a primeira vez). Sem o Ticket vai dar um pouco mais de confusão.
E ainda vai ter Cia dizendo que faz isso porque é ecologicamente correto, gasta menos papel e salva as árvores.

Rodrigo, me desculpe, mas em tempos de apagão aéreo, restrições de bagagens, barrinhas de cereal e outras modernidades. Glamour só nas suites dos A380; e sem fazer barulho para não incomodar os outros passageiros.

[]'s
Rogério

Dorothy disse...

É uma pena. Sempre guardo meus cartões de embarque. São lembranças inesquecíveis de viagens inesquecíveis.
Outra coisa, Rodrigo. Voce conhece alguem que conseguiu emitir bilhete na promoção da Varig (2.500 Pontos)com as milhas Smiles ? Tem uns dez dias que tento e nada. Nunca tem disponibilidade. São pouquíssimas aeronaves e consequentemente pouquíssimos voos. Vou desistir da milhagem da Varig.

garimpo de estilo disse...

Ano passado também fui a Paris pela Tam e o jantar acabou: 20 passageiros ficaram sem comida... Glamour total, hein? E o vôo estava com ocupação de 70%: imaginem se estivesse lotado!

Dorothy,
eu emiti no início da semana dois trechos por esta promoção da Varig, não tive nenhuma dificuldade.

bjos

tickets disse...

Oi Rodrigo!

Aqui no Brasil a Gol está testando uma solução semelhante.

Pra falar a verdade os cartões de embarque não me fazem falta alguma. Já o respeito das companhias com os passageiros... esse sim faz falta

Rafael Borja

MARCIA CASARES disse...

Rodrigo,
Foi-se o tempo do glamour nas viagens aéreas.Quando as pessoas se arrumavam para viajar,as cias se esmeravam no atendimento, e a Varig sempre brilhava e nos enchia de orgulho.
Hoje viaja-se de chinelão e moletom, as cias servem barrinhas de cereal, e os aeroportos parecem rodoviárias...
A falta do cartão de embarque é só um detalhe a mais...
Socorro!!!
Abraços
Márcia Casares
Mamãe e o Intercâmbio

Anônimo disse...

marcia,
que bom que os aeroportos parecem rodoviarias, isso significa que mais brasileiros estao tendo acesso as viagens aereas!
eduardo.

Rodrigo Purisch disse...

Acho que o Glamour tinha de uma relação com um serviço de difícil e caro acesso.

Eu acredito que a popularização pe bem-vinda e reflete a necessidade de deslocar-se mais rápido e eficientemente.

Rogério, Glamour hoje é só na Primeira classe mesmo de lagumas cias, que ainda permanecem inalcançáveis a maioria dos mortais...

Sinto falta do cartão por motivos emocionais e não racionais. Me lembro das malinhas de refeição que meus pais traziam com todo carinho para os filhos quando voavam Varig.

Rafael,
Se não me engano, esse sistema da Gol substitui o e-ticket/check in. Você chega com ele feito e ai você vai em um balcão especial e eles te dão aquele extrato para embarcar. Nesse caso a mensagem do celular já embute seu cartão de embarque. Se for voar sem mala, é só ir direto ao embarque.

Realmente, mover uma ação tendo como prova uma mensagem dentro do celular não deve ser fácil.... Se com todos os papéis já não é!


Essa promoção da Varig está causando polêmica aqui no Blog. Alguns conseguem e muitos não. Há um risco de que a maiori esteja mirando no Nordeste como destino, e a Varig ainda opera poucos vôos. No final de semana a disponibilidade é muito baixa. A espera nancentral Smiles tem sido longa, mas opto por entrar em contato de madruga (ela funciona 24hs) e fica mais fácil.

Um abraço a todos!

Marcia Casares disse...

Não concordo não, Eduardo e Rodrigo.
Em função do acesso de uma classe
que antes não andava de avião, é que a aviação ficou desse jeito, insegura e mal atendida.
Em função desta demagogia, é que andamos de avião morrendo de medo.
Deveriam sim, existir outras alternativas de transporte.
Mas é mais fácil para o governo popularizar a aviação e deixar este assunto nas mãos incompetentes dos seus correligionários.
Isso porém é uma discussão que não cabe aqui.
Desculpe Rodrigo, mas eu não acredito que a popularização não tenha afetado a manutenção dos aviões e consequentemente a segurança de todos.
Afinal, estamos no Brasil!
Abraços a todos

Rodrigo Purisch disse...

Márcia,

Respeito sua opinião. Mas acredito que o que causou esse quadro que você relatou não foi a popularização dos vôos e sim a falta de capacidade gerencial do governo e suas agências.

Todos os passageiros pagam taxas de embarque e as cias aéreas taxas de utilização dos aeroportos, dentre as mais altas do mundo. Portanto o dinheiro existia e não foi aplicado como deveria e desviado para outras atividades. A ANAC deixou de cumprir suas atividades para ser refém dos conchavos e acordos políticos.

Muitos países têm volumes de vôos muito maiores que o Brasil, nem por isso oferecem serviços aos passageiros tão precários e uma fiscalização tão omissa.

O medo vem da dúvida se algo está sendo ou não feito = sensação de impunidade + falta de fiscalização.

Me desculpem os paulistas, mas muitas vezes acho o terminal rodoviário do Tietê presta um serviço ao consumidor melhor que o aeroporto de Guarulhos (mais opções de serviços, cadeiras e interligação com os demais transportes públicos).

Quanto a forma do brasileiro se portar, ai temos que rezar para que um dia a educação (de qualidade, não o que temos visto atualmente) se torne prioridade no país, já que ele se porta de forma muitas vezes discutível no trânsito, nas escolas, em momentos solenes e por ai vai.


Um abraço

Leo Zeno disse...

Ola Dorothy

Eu consegui nessa semana de feriado (9 de Julho) ir a FLN por 2500 milhas com a Varig. O voo estava bem vazio, tanto na ida como na volta. Continue tentando!! Sorte!!

Rodrigo Purisch disse...

Leo,
Essa promoção tem causado muita polêmica no blog. Muita gente não consegue, mas um outro tanto consegue.

Persistência é a palavra chave.

Obrigado pelas visitas!