segunda-feira, março 17, 2008

Southwest: Manutenção em Dúvida e Multa

Todos estamos lembrados quando a TAM teve algumas de suas aeronaves proibidas de voar por não ter cumprido os prazos de manutenção. Essa retirada das aeronaves causou um caos no Brasil todo. Nada se ouviu de multas sobre o caso.

No caso das aeronaves existem revisões mais simples ou mais complexas que obrigatoriamente devem ser cumpridas dentro de certos prazos (tempo ou horas de vôo). Se não forem cumpridas, a aeronave fica sem condições legais de voar.

Não é que uma das mais antigas cias de baixo custo (low cost) americana, a Southwest está diante da ameaça de uma multa de 10 milhões de dólares por parte da FAA, a ANAC americana, por não ter cumprido algumas dessas revisões dentro do prazo.

Primeiro eles negaram, mas hoje o presidente da cia aérea veio pedir desculpas pelo esquecimento....Eles tiveram que retirar mais de 3 dúzias de aeronaves para inspeção.

Como ela conseguiu voar com essas aeronaves é que é a questão. Fala-se de uma investigação feita pelo congresso americano na FAA. Tipo CPI da ANAC.

Mas parece que a Southwest não vai escapar das multas e cabeças devem rolar na FAA.

4 comentários:

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, peço que comentes o texto abaixo que foi extraído do site AviationWeek.com. Trata-se da aprovação para novos voos BOG-USA:
The two newest players in the U.S.-Colombia market will be low-cost carriers Spirit and JetBlue, which would be able to launch their services to the South American country in April, per a tentative order from the U.S. Transportation Dept. that also saw Delta and Continental winning additional frequencies to boost their current offering in the market.

American would lose seven of its U.S.-Colombia frequencies as a result of the order — the rights were added to the April pot, which was split between the low-cost carriers. The airline recently announced it would suspend the operation of the frequencies, which are being used in the Miami-Bogota market, on April 7 (DAILY, Feb. 29). DOT’s decision, however, stipulates that the carrier “can continue to market, sell and operate” the frequencies until April 1. A finalized order will likely iron out the differences between the carrier’s and the department’s planned end dates.

In addition to the application from American seeking to keep its frequencies, DOT rejected US Airways’ new-entrant application for the Charlotte-Bogota market. The department said that while the service could offer some competitive benefits to the market by establishing a new gateway at Charlotte, “the Charlotte-Bogota O&D market is small, indeed, by far the smallest proposed in this proceeding. The O&D traffic to Colombia from Central and South Florida, i.e., from the markets that would be served by the other new entrants JetBlue and Spirit, is substantially greater than that from Charlotte.” The airline’s suggestion that its Charlotte connections would help it maintain the service also gave DOT pause, as it said the one-stop connections to Colombia are already in play in the market and “the limited historic Colombia traffic from those points at which US Airways would be offering first-time connecting service...would not represent the optimal use of these frequencies.”

Delta could launch its daily New York Kennedy-Bogota services as soon as the order is finalized. JetBlue’s daily Orlando-Bogota offering and Spirit’s Fort Lauderdale-Bogota services could start on or after April 1, and Continental’s Houston-Bogota services could come online on Oct.

Rodrigo Purisch disse...

José,

Estou de olho nesse vôo da Jetblue http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/jetblue-deve-voar-para-colmbia-em-2008.html.

Não sei que mel Bogotá tem para tantos quererem voar para lá.

A Jetblue vai voar Bogotá/Orlando. Se ela tiver uma boa tarifa vai ser um tal de usar milhas para Bogotá e de lá ir de Jetblue para a Disney...

O mais interessante é como o artigo descreve a forma do DOT de selecionar as cias que vão operar uma rota. Não depende apenas de querer e ter dinheiro e sim de como isso pode benficiar o consumidor.

um abraço

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, bom dia! No site da SPIRIT já é possivel observar que o voo BOG-FLL inicia em 26/06/2008. Era de seu conhecimento?

Rodrigo Purisch disse...

Isso eu não sabia não!

Mas se tivesse a opção escolheria a Jetblue.
Obrigado e um abraço

segunda-feira, março 17, 2008

Southwest: Manutenção em Dúvida e Multa

Todos estamos lembrados quando a TAM teve algumas de suas aeronaves proibidas de voar por não ter cumprido os prazos de manutenção. Essa retirada das aeronaves causou um caos no Brasil todo. Nada se ouviu de multas sobre o caso.

No caso das aeronaves existem revisões mais simples ou mais complexas que obrigatoriamente devem ser cumpridas dentro de certos prazos (tempo ou horas de vôo). Se não forem cumpridas, a aeronave fica sem condições legais de voar.

Não é que uma das mais antigas cias de baixo custo (low cost) americana, a Southwest está diante da ameaça de uma multa de 10 milhões de dólares por parte da FAA, a ANAC americana, por não ter cumprido algumas dessas revisões dentro do prazo.

Primeiro eles negaram, mas hoje o presidente da cia aérea veio pedir desculpas pelo esquecimento....Eles tiveram que retirar mais de 3 dúzias de aeronaves para inspeção.

Como ela conseguiu voar com essas aeronaves é que é a questão. Fala-se de uma investigação feita pelo congresso americano na FAA. Tipo CPI da ANAC.

Mas parece que a Southwest não vai escapar das multas e cabeças devem rolar na FAA.

4 comentários:

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, peço que comentes o texto abaixo que foi extraído do site AviationWeek.com. Trata-se da aprovação para novos voos BOG-USA:
The two newest players in the U.S.-Colombia market will be low-cost carriers Spirit and JetBlue, which would be able to launch their services to the South American country in April, per a tentative order from the U.S. Transportation Dept. that also saw Delta and Continental winning additional frequencies to boost their current offering in the market.

American would lose seven of its U.S.-Colombia frequencies as a result of the order — the rights were added to the April pot, which was split between the low-cost carriers. The airline recently announced it would suspend the operation of the frequencies, which are being used in the Miami-Bogota market, on April 7 (DAILY, Feb. 29). DOT’s decision, however, stipulates that the carrier “can continue to market, sell and operate” the frequencies until April 1. A finalized order will likely iron out the differences between the carrier’s and the department’s planned end dates.

In addition to the application from American seeking to keep its frequencies, DOT rejected US Airways’ new-entrant application for the Charlotte-Bogota market. The department said that while the service could offer some competitive benefits to the market by establishing a new gateway at Charlotte, “the Charlotte-Bogota O&D market is small, indeed, by far the smallest proposed in this proceeding. The O&D traffic to Colombia from Central and South Florida, i.e., from the markets that would be served by the other new entrants JetBlue and Spirit, is substantially greater than that from Charlotte.” The airline’s suggestion that its Charlotte connections would help it maintain the service also gave DOT pause, as it said the one-stop connections to Colombia are already in play in the market and “the limited historic Colombia traffic from those points at which US Airways would be offering first-time connecting service...would not represent the optimal use of these frequencies.”

Delta could launch its daily New York Kennedy-Bogota services as soon as the order is finalized. JetBlue’s daily Orlando-Bogota offering and Spirit’s Fort Lauderdale-Bogota services could start on or after April 1, and Continental’s Houston-Bogota services could come online on Oct.

Rodrigo Purisch disse...

José,

Estou de olho nesse vôo da Jetblue http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/jetblue-deve-voar-para-colmbia-em-2008.html.

Não sei que mel Bogotá tem para tantos quererem voar para lá.

A Jetblue vai voar Bogotá/Orlando. Se ela tiver uma boa tarifa vai ser um tal de usar milhas para Bogotá e de lá ir de Jetblue para a Disney...

O mais interessante é como o artigo descreve a forma do DOT de selecionar as cias que vão operar uma rota. Não depende apenas de querer e ter dinheiro e sim de como isso pode benficiar o consumidor.

um abraço

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, bom dia! No site da SPIRIT já é possivel observar que o voo BOG-FLL inicia em 26/06/2008. Era de seu conhecimento?

Rodrigo Purisch disse...

Isso eu não sabia não!

Mas se tivesse a opção escolheria a Jetblue.
Obrigado e um abraço

segunda-feira, março 17, 2008

Southwest: Manutenção em Dúvida e Multa

Todos estamos lembrados quando a TAM teve algumas de suas aeronaves proibidas de voar por não ter cumprido os prazos de manutenção. Essa retirada das aeronaves causou um caos no Brasil todo. Nada se ouviu de multas sobre o caso.

No caso das aeronaves existem revisões mais simples ou mais complexas que obrigatoriamente devem ser cumpridas dentro de certos prazos (tempo ou horas de vôo). Se não forem cumpridas, a aeronave fica sem condições legais de voar.

Não é que uma das mais antigas cias de baixo custo (low cost) americana, a Southwest está diante da ameaça de uma multa de 10 milhões de dólares por parte da FAA, a ANAC americana, por não ter cumprido algumas dessas revisões dentro do prazo.

Primeiro eles negaram, mas hoje o presidente da cia aérea veio pedir desculpas pelo esquecimento....Eles tiveram que retirar mais de 3 dúzias de aeronaves para inspeção.

Como ela conseguiu voar com essas aeronaves é que é a questão. Fala-se de uma investigação feita pelo congresso americano na FAA. Tipo CPI da ANAC.

Mas parece que a Southwest não vai escapar das multas e cabeças devem rolar na FAA.

4 comentários:

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, peço que comentes o texto abaixo que foi extraído do site AviationWeek.com. Trata-se da aprovação para novos voos BOG-USA:
The two newest players in the U.S.-Colombia market will be low-cost carriers Spirit and JetBlue, which would be able to launch their services to the South American country in April, per a tentative order from the U.S. Transportation Dept. that also saw Delta and Continental winning additional frequencies to boost their current offering in the market.

American would lose seven of its U.S.-Colombia frequencies as a result of the order — the rights were added to the April pot, which was split between the low-cost carriers. The airline recently announced it would suspend the operation of the frequencies, which are being used in the Miami-Bogota market, on April 7 (DAILY, Feb. 29). DOT’s decision, however, stipulates that the carrier “can continue to market, sell and operate” the frequencies until April 1. A finalized order will likely iron out the differences between the carrier’s and the department’s planned end dates.

In addition to the application from American seeking to keep its frequencies, DOT rejected US Airways’ new-entrant application for the Charlotte-Bogota market. The department said that while the service could offer some competitive benefits to the market by establishing a new gateway at Charlotte, “the Charlotte-Bogota O&D market is small, indeed, by far the smallest proposed in this proceeding. The O&D traffic to Colombia from Central and South Florida, i.e., from the markets that would be served by the other new entrants JetBlue and Spirit, is substantially greater than that from Charlotte.” The airline’s suggestion that its Charlotte connections would help it maintain the service also gave DOT pause, as it said the one-stop connections to Colombia are already in play in the market and “the limited historic Colombia traffic from those points at which US Airways would be offering first-time connecting service...would not represent the optimal use of these frequencies.”

Delta could launch its daily New York Kennedy-Bogota services as soon as the order is finalized. JetBlue’s daily Orlando-Bogota offering and Spirit’s Fort Lauderdale-Bogota services could start on or after April 1, and Continental’s Houston-Bogota services could come online on Oct.

Rodrigo Purisch disse...

José,

Estou de olho nesse vôo da Jetblue http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/jetblue-deve-voar-para-colmbia-em-2008.html.

Não sei que mel Bogotá tem para tantos quererem voar para lá.

A Jetblue vai voar Bogotá/Orlando. Se ela tiver uma boa tarifa vai ser um tal de usar milhas para Bogotá e de lá ir de Jetblue para a Disney...

O mais interessante é como o artigo descreve a forma do DOT de selecionar as cias que vão operar uma rota. Não depende apenas de querer e ter dinheiro e sim de como isso pode benficiar o consumidor.

um abraço

JOSE ROBERTO disse...

Rodrigo, bom dia! No site da SPIRIT já é possivel observar que o voo BOG-FLL inicia em 26/06/2008. Era de seu conhecimento?

Rodrigo Purisch disse...

Isso eu não sabia não!

Mas se tivesse a opção escolheria a Jetblue.
Obrigado e um abraço