terça-feira, julho 15, 2008

Aerolineas: Marsans Sendo Forçado a Passara Batata Quente Para Frente

Crise financeira e intervenção política são os principais ingredientes do imbróglio vivido pela Aerolineas. Sua controladora, o grupo espanhol Marsans em prol das boas relações entre Espanha e Argentina está sendo forçado a ceder suas ações ao Governo Argentino.

Parece que vai ser feita uma auditoria independente para avaliar o passivo e o patrimônio atual da principal cia aérea Argentina para determinar se haverá contra-partida do governo na transação.

O mesmo governo que congelou as tarifas nas Argentina no passado recente agravando mais ainda a situação financeira da companhia, agora deve voltar a assumir seu controle (fala-se em nova privatização no futuro), mas de antemão sabe-se que quem vai pagar a conta de ter uma cia aérea nacional e com um sindicato muito atuante será o contribuinte argentino.

Fonte: AeroLatin News

14 comentários:

PêEsse disse...

Rodrigo, sobra a Aerolíneas, http://economia.uol.com.br/ultnot/2008/07/15/ult1767u124258.jhtm

Luciana disse...

Olá pessoal, sou leitora assidua do site e ando muito preocupada com a questao da Aerolineas Arg, pois comprei minha passagem para Sydney em março para viajar dia 01/10. Vocês sabem me dizer o que vai acontecer se eles falirem? Eu nao vou embarcar? Como foi com os passageiros da Varig? obrigada! Luciana

Ranerio disse...

Pois é, estou com a mesma preocupação. Uma passagem comprada GRU X Sydney para 22/Agosto. Já está reservada há de muito. Como está a siutação para este tipo de viagem?

Rodrigo Purisch disse...

Pêesse,

As coisas acabaram como os boatos. A Marsans transferiu suas ações para o governo Argentino e junto com as ações foi todo o passivo da empresa que parece ser muito mais que os 800 milhões da reportagem. Vai ser feita uma auditoria na cia aérea para determinar se a Marsans vai ou não reber algo em troca.

Portanto, a Aerolineas é agora uma cia estatal e os contribuintes argentinos vão pagar a conta do negócio.

A Aerolineas deve continuar a voar normalmente, podem ser feitos alguns ajustes de frota e rotas. Por outro lado, reduz-se as chances do governo Argentino abrir omercado para outras cias (reduzir a dependência da Aerolineas - 80% dos vôos nacionais e 40 dos internacionais- já que tem que financiar essa compra. A LADE é do gvero também (Aeronáutica) e não é um primor de serviço não.

Na minha opinião perdem-se todos: O governo que para não ficar mal vai ter que colocar mais dinheiro em uma cia cheia de vícios e pouco produtiva, o povo argentino que paga a conta e fica com uma cia que deixa a desejar nos serviços e não vai ter direito a ver a concorrência no seu mercado interno e os funcionários que pensam que garantindo seu emprego agora vão garantir o emprego no futuro. Novas cias argentinas é igual a mais oportunidades de emprego.

O sonho dos funcionários da Alitalia é o que viveram os funcionários da Aerolineas, mas lá a Comissão Européia impede que atitudes baseadas em emoção e lesivas aos demais membros ocorram com essa facilidade.

Luciana e Ranerio

Acho que vocês não perdem a passagem não. Podem haver mudanças nas estratégias comerciais e cancelamentos de rotas menos favoráveis, mas na pior da hipóteses eles podem te transferir para outra cia como a LAN ou mudar a datas dos vôos. No momento e com a estatização não há razão imediata de perda de sono. Acompanhe o noticiário.

Um abraço

Ranerio disse...

Rodrigo,

obrigado pela tranquilização! Estou com uma duvida. Estou indo para a Australia para fazer um PhD, então devo ficar por muito tempo lá, 1 ano ou mais, e devo levar bastante bagagem.So que o voo internacional parte de GRU e eu vou sair de BHZ... Como a franquia do Internacional é 2 malas de 32 kg e a passagem domestica eu teria que comprar separado, eu ate olhei que a franquia TAM parece ser somente 1 volume de 23 kg. Estou pensando em utilizar onibus de BHZ x GRU , pq estou com medo de nao deixarem passar a mala excedente no domestico. O que vc recomendaria?

Abs

Ranerio

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Esse é um dos problemas de conjugar passagens.

O excesso de bagagem na TAM é de 1% da tarifa cheia = uns 500 USD o trecho.

Ligue para a TAM e TAM Cargas, Varig, GOL e GOLLOG e pergunte quanto ficaria o excesso de bagagem ou o envio da mala desacompanhada como carga e os prazos.

Se ficar absurdo o negócio é o ônibus mesmo. (Olha que já tem empresa pesando mala na rodoviária, mas acho que a Gontijo ou Cometa não fazem isso aqui não)

As cias de ônibus também transportam malas desacompanhadas, mas não sei como seria para buscar a Mala em São Paulo....

No finnal das contas, não ajudei muito não.

Um abraço

Anônimo disse...

Olá Rodrigo, Muito obrigada pela tranquilização. Vou continuar de olho nos noticiários. Abraço Luciana

luciend disse...

amigo, to indo c esposa e filhos p buenos aires dia 06.08 e dia 07.08 pretendo ir a bariloche. to muito preocupado c esse lance da aerolineas. tem o q fazer? tentar trocar de empresa? tipo p ir de buenos p bariloche? ou eles nao fazem isso?
ir sozinho a gente se vira. ir c 3 filhos é mais complicado. to meio apreensivo, mas o pior q nao tem o q fazer. na verdade eu to perguntando so p saber sua opiniao.
obrigado de qualquer forma.
lucien

Rodrigo Purisch disse...

Lucien,

É muito difícil opinar no seu caso. Eu também ficaria muito apreensivo.

Cancelar as passagens e comprar em outra cia? Além das multas de cancelamento, achar uma boa tarifa agora não vai ser nada fácil (se for de São Paulo, olhe na Pluna (cuidado com a franquia de bagagem), British e LAN. Se não for a Aerolineas, vai ter que ser a LAN para Bariloche (que tem poucos vôos). A Pluna voa mas desde Montevideo. Ir para Buenos Aires e encarar um ônibus (apesar de melhores que os nossos, com filhos não é fácil).
Dirigir na neve??

Tem que pesar muito a situação. De qualquer forma se documente, guarde as notícias de jornais (imprima), ligue para sua agência (se você comprou via uma) e se vier a sentir-se lesado, entre na justiça.

Mas isso tudo não tira o estresse que você está passando.

Não consigo te ajudar muito não.

Ranerio disse...

Rodrigo,

Liguei para a moça que me vendeu a passagem no STB hoje (é passagem de estudante) e ela aconselhou não cancelar e nem fazer outra reserva, pq julga ser mais facil a Aerolineas endossar a passagem e eu ir via outra companhia do que uma empresa que está mal das pernas ressarcir um cancelamento de passagens. Sobre a questão do excesso de bagagem, ela recomendou comprar a perna CNF x GRU na Gol, pq é a que costuma ser mais flexível com bagagem, e recomendou apresentar a passagem internacional no guichë do check in da Gol.

Entao ficamos assim, com a cara e a coragem na Argentina.

Veja esta notícia, a Qantas vai passar a operar um voo direto Sydney x Buenos Aires. Vai ser o primeiro, pq ela só faz SCL X AKL X SYD.
http://www.qantas.com.au/regions/dyn/au/publicaffairs/details?ArticleID=2008/mar08/Q3739

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Essa saída da STB é a melhor para ela também. No caso dela não te reembolsar, o STB teria que fazê-lo....Mas como disse, acho que você chega lá, talvez não no dia ou na hora esperada. Os võos de Madri estão sofrendo também.

Quanto a estratégia na GOL é por sua conta e risco. Ela não tem nehuma obrigação de liberar um excesso porque você vai viajar num trecho internacional. Seria algo excepcional.

Um abraço e vamos torcer

Ranerio disse...

Rodrigo,

Vc tem ideia de qual tem sido a pratica das cias em relacao a excesso de bagagem? Eu voava basante por volta de 2003-2004, e nunca me cobraram um excesso, mas não sei como anda agora. As empresas tem sido criteriosas com os limites de bagagem?

luciend disse...

rodrigo, muito obrigado. o que tenho q fazer, como ja dizia nossa ministra, é relaxar e gozar. kkkk
grande abraco

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,


Não sei como anda não. Na verdade dentro do pais nunca voei com excesso de gagagem. Para fora sempre comprei a passagem incluindo o trecho doméstico (Varig era Star Alliance....)

Olha , com o aumento do preço dos combustíveis e mala é peso, espere que elas devam endurecer com o excesso. Elas tem usado o fundo das aeronaves para transportar carga. No exterior, as cias estão rígidas como nunca.

Lucien,

Agora é tudo mais coplicado. Indo com o espirito mais trabalhado as coisas podem fluir com um pouco mais de tranquilidade.

Boa sorte. Chegando lá esqueça e aproveite a viagem ao máximo. Nós já sofremos com Vasp, Varig, BRA e não será a Aerolineas que vai estragar a festa.

terça-feira, julho 15, 2008

Aerolineas: Marsans Sendo Forçado a Passara Batata Quente Para Frente

Crise financeira e intervenção política são os principais ingredientes do imbróglio vivido pela Aerolineas. Sua controladora, o grupo espanhol Marsans em prol das boas relações entre Espanha e Argentina está sendo forçado a ceder suas ações ao Governo Argentino.

Parece que vai ser feita uma auditoria independente para avaliar o passivo e o patrimônio atual da principal cia aérea Argentina para determinar se haverá contra-partida do governo na transação.

O mesmo governo que congelou as tarifas nas Argentina no passado recente agravando mais ainda a situação financeira da companhia, agora deve voltar a assumir seu controle (fala-se em nova privatização no futuro), mas de antemão sabe-se que quem vai pagar a conta de ter uma cia aérea nacional e com um sindicato muito atuante será o contribuinte argentino.

Fonte: AeroLatin News

14 comentários:

PêEsse disse...

Rodrigo, sobra a Aerolíneas, http://economia.uol.com.br/ultnot/2008/07/15/ult1767u124258.jhtm

Luciana disse...

Olá pessoal, sou leitora assidua do site e ando muito preocupada com a questao da Aerolineas Arg, pois comprei minha passagem para Sydney em março para viajar dia 01/10. Vocês sabem me dizer o que vai acontecer se eles falirem? Eu nao vou embarcar? Como foi com os passageiros da Varig? obrigada! Luciana

Ranerio disse...

Pois é, estou com a mesma preocupação. Uma passagem comprada GRU X Sydney para 22/Agosto. Já está reservada há de muito. Como está a siutação para este tipo de viagem?

Rodrigo Purisch disse...

Pêesse,

As coisas acabaram como os boatos. A Marsans transferiu suas ações para o governo Argentino e junto com as ações foi todo o passivo da empresa que parece ser muito mais que os 800 milhões da reportagem. Vai ser feita uma auditoria na cia aérea para determinar se a Marsans vai ou não reber algo em troca.

Portanto, a Aerolineas é agora uma cia estatal e os contribuintes argentinos vão pagar a conta do negócio.

A Aerolineas deve continuar a voar normalmente, podem ser feitos alguns ajustes de frota e rotas. Por outro lado, reduz-se as chances do governo Argentino abrir omercado para outras cias (reduzir a dependência da Aerolineas - 80% dos vôos nacionais e 40 dos internacionais- já que tem que financiar essa compra. A LADE é do gvero também (Aeronáutica) e não é um primor de serviço não.

Na minha opinião perdem-se todos: O governo que para não ficar mal vai ter que colocar mais dinheiro em uma cia cheia de vícios e pouco produtiva, o povo argentino que paga a conta e fica com uma cia que deixa a desejar nos serviços e não vai ter direito a ver a concorrência no seu mercado interno e os funcionários que pensam que garantindo seu emprego agora vão garantir o emprego no futuro. Novas cias argentinas é igual a mais oportunidades de emprego.

O sonho dos funcionários da Alitalia é o que viveram os funcionários da Aerolineas, mas lá a Comissão Européia impede que atitudes baseadas em emoção e lesivas aos demais membros ocorram com essa facilidade.

Luciana e Ranerio

Acho que vocês não perdem a passagem não. Podem haver mudanças nas estratégias comerciais e cancelamentos de rotas menos favoráveis, mas na pior da hipóteses eles podem te transferir para outra cia como a LAN ou mudar a datas dos vôos. No momento e com a estatização não há razão imediata de perda de sono. Acompanhe o noticiário.

Um abraço

Ranerio disse...

Rodrigo,

obrigado pela tranquilização! Estou com uma duvida. Estou indo para a Australia para fazer um PhD, então devo ficar por muito tempo lá, 1 ano ou mais, e devo levar bastante bagagem.So que o voo internacional parte de GRU e eu vou sair de BHZ... Como a franquia do Internacional é 2 malas de 32 kg e a passagem domestica eu teria que comprar separado, eu ate olhei que a franquia TAM parece ser somente 1 volume de 23 kg. Estou pensando em utilizar onibus de BHZ x GRU , pq estou com medo de nao deixarem passar a mala excedente no domestico. O que vc recomendaria?

Abs

Ranerio

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Esse é um dos problemas de conjugar passagens.

O excesso de bagagem na TAM é de 1% da tarifa cheia = uns 500 USD o trecho.

Ligue para a TAM e TAM Cargas, Varig, GOL e GOLLOG e pergunte quanto ficaria o excesso de bagagem ou o envio da mala desacompanhada como carga e os prazos.

Se ficar absurdo o negócio é o ônibus mesmo. (Olha que já tem empresa pesando mala na rodoviária, mas acho que a Gontijo ou Cometa não fazem isso aqui não)

As cias de ônibus também transportam malas desacompanhadas, mas não sei como seria para buscar a Mala em São Paulo....

No finnal das contas, não ajudei muito não.

Um abraço

Anônimo disse...

Olá Rodrigo, Muito obrigada pela tranquilização. Vou continuar de olho nos noticiários. Abraço Luciana

luciend disse...

amigo, to indo c esposa e filhos p buenos aires dia 06.08 e dia 07.08 pretendo ir a bariloche. to muito preocupado c esse lance da aerolineas. tem o q fazer? tentar trocar de empresa? tipo p ir de buenos p bariloche? ou eles nao fazem isso?
ir sozinho a gente se vira. ir c 3 filhos é mais complicado. to meio apreensivo, mas o pior q nao tem o q fazer. na verdade eu to perguntando so p saber sua opiniao.
obrigado de qualquer forma.
lucien

Rodrigo Purisch disse...

Lucien,

É muito difícil opinar no seu caso. Eu também ficaria muito apreensivo.

Cancelar as passagens e comprar em outra cia? Além das multas de cancelamento, achar uma boa tarifa agora não vai ser nada fácil (se for de São Paulo, olhe na Pluna (cuidado com a franquia de bagagem), British e LAN. Se não for a Aerolineas, vai ter que ser a LAN para Bariloche (que tem poucos vôos). A Pluna voa mas desde Montevideo. Ir para Buenos Aires e encarar um ônibus (apesar de melhores que os nossos, com filhos não é fácil).
Dirigir na neve??

Tem que pesar muito a situação. De qualquer forma se documente, guarde as notícias de jornais (imprima), ligue para sua agência (se você comprou via uma) e se vier a sentir-se lesado, entre na justiça.

Mas isso tudo não tira o estresse que você está passando.

Não consigo te ajudar muito não.

Ranerio disse...

Rodrigo,

Liguei para a moça que me vendeu a passagem no STB hoje (é passagem de estudante) e ela aconselhou não cancelar e nem fazer outra reserva, pq julga ser mais facil a Aerolineas endossar a passagem e eu ir via outra companhia do que uma empresa que está mal das pernas ressarcir um cancelamento de passagens. Sobre a questão do excesso de bagagem, ela recomendou comprar a perna CNF x GRU na Gol, pq é a que costuma ser mais flexível com bagagem, e recomendou apresentar a passagem internacional no guichë do check in da Gol.

Entao ficamos assim, com a cara e a coragem na Argentina.

Veja esta notícia, a Qantas vai passar a operar um voo direto Sydney x Buenos Aires. Vai ser o primeiro, pq ela só faz SCL X AKL X SYD.
http://www.qantas.com.au/regions/dyn/au/publicaffairs/details?ArticleID=2008/mar08/Q3739

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Essa saída da STB é a melhor para ela também. No caso dela não te reembolsar, o STB teria que fazê-lo....Mas como disse, acho que você chega lá, talvez não no dia ou na hora esperada. Os võos de Madri estão sofrendo também.

Quanto a estratégia na GOL é por sua conta e risco. Ela não tem nehuma obrigação de liberar um excesso porque você vai viajar num trecho internacional. Seria algo excepcional.

Um abraço e vamos torcer

Ranerio disse...

Rodrigo,

Vc tem ideia de qual tem sido a pratica das cias em relacao a excesso de bagagem? Eu voava basante por volta de 2003-2004, e nunca me cobraram um excesso, mas não sei como anda agora. As empresas tem sido criteriosas com os limites de bagagem?

luciend disse...

rodrigo, muito obrigado. o que tenho q fazer, como ja dizia nossa ministra, é relaxar e gozar. kkkk
grande abraco

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,


Não sei como anda não. Na verdade dentro do pais nunca voei com excesso de gagagem. Para fora sempre comprei a passagem incluindo o trecho doméstico (Varig era Star Alliance....)

Olha , com o aumento do preço dos combustíveis e mala é peso, espere que elas devam endurecer com o excesso. Elas tem usado o fundo das aeronaves para transportar carga. No exterior, as cias estão rígidas como nunca.

Lucien,

Agora é tudo mais coplicado. Indo com o espirito mais trabalhado as coisas podem fluir com um pouco mais de tranquilidade.

Boa sorte. Chegando lá esqueça e aproveite a viagem ao máximo. Nós já sofremos com Vasp, Varig, BRA e não será a Aerolineas que vai estragar a festa.

terça-feira, julho 15, 2008

Aerolineas: Marsans Sendo Forçado a Passara Batata Quente Para Frente

Crise financeira e intervenção política são os principais ingredientes do imbróglio vivido pela Aerolineas. Sua controladora, o grupo espanhol Marsans em prol das boas relações entre Espanha e Argentina está sendo forçado a ceder suas ações ao Governo Argentino.

Parece que vai ser feita uma auditoria independente para avaliar o passivo e o patrimônio atual da principal cia aérea Argentina para determinar se haverá contra-partida do governo na transação.

O mesmo governo que congelou as tarifas nas Argentina no passado recente agravando mais ainda a situação financeira da companhia, agora deve voltar a assumir seu controle (fala-se em nova privatização no futuro), mas de antemão sabe-se que quem vai pagar a conta de ter uma cia aérea nacional e com um sindicato muito atuante será o contribuinte argentino.

Fonte: AeroLatin News

14 comentários:

PêEsse disse...

Rodrigo, sobra a Aerolíneas, http://economia.uol.com.br/ultnot/2008/07/15/ult1767u124258.jhtm

Luciana disse...

Olá pessoal, sou leitora assidua do site e ando muito preocupada com a questao da Aerolineas Arg, pois comprei minha passagem para Sydney em março para viajar dia 01/10. Vocês sabem me dizer o que vai acontecer se eles falirem? Eu nao vou embarcar? Como foi com os passageiros da Varig? obrigada! Luciana

Ranerio disse...

Pois é, estou com a mesma preocupação. Uma passagem comprada GRU X Sydney para 22/Agosto. Já está reservada há de muito. Como está a siutação para este tipo de viagem?

Rodrigo Purisch disse...

Pêesse,

As coisas acabaram como os boatos. A Marsans transferiu suas ações para o governo Argentino e junto com as ações foi todo o passivo da empresa que parece ser muito mais que os 800 milhões da reportagem. Vai ser feita uma auditoria na cia aérea para determinar se a Marsans vai ou não reber algo em troca.

Portanto, a Aerolineas é agora uma cia estatal e os contribuintes argentinos vão pagar a conta do negócio.

A Aerolineas deve continuar a voar normalmente, podem ser feitos alguns ajustes de frota e rotas. Por outro lado, reduz-se as chances do governo Argentino abrir omercado para outras cias (reduzir a dependência da Aerolineas - 80% dos vôos nacionais e 40 dos internacionais- já que tem que financiar essa compra. A LADE é do gvero também (Aeronáutica) e não é um primor de serviço não.

Na minha opinião perdem-se todos: O governo que para não ficar mal vai ter que colocar mais dinheiro em uma cia cheia de vícios e pouco produtiva, o povo argentino que paga a conta e fica com uma cia que deixa a desejar nos serviços e não vai ter direito a ver a concorrência no seu mercado interno e os funcionários que pensam que garantindo seu emprego agora vão garantir o emprego no futuro. Novas cias argentinas é igual a mais oportunidades de emprego.

O sonho dos funcionários da Alitalia é o que viveram os funcionários da Aerolineas, mas lá a Comissão Européia impede que atitudes baseadas em emoção e lesivas aos demais membros ocorram com essa facilidade.

Luciana e Ranerio

Acho que vocês não perdem a passagem não. Podem haver mudanças nas estratégias comerciais e cancelamentos de rotas menos favoráveis, mas na pior da hipóteses eles podem te transferir para outra cia como a LAN ou mudar a datas dos vôos. No momento e com a estatização não há razão imediata de perda de sono. Acompanhe o noticiário.

Um abraço

Ranerio disse...

Rodrigo,

obrigado pela tranquilização! Estou com uma duvida. Estou indo para a Australia para fazer um PhD, então devo ficar por muito tempo lá, 1 ano ou mais, e devo levar bastante bagagem.So que o voo internacional parte de GRU e eu vou sair de BHZ... Como a franquia do Internacional é 2 malas de 32 kg e a passagem domestica eu teria que comprar separado, eu ate olhei que a franquia TAM parece ser somente 1 volume de 23 kg. Estou pensando em utilizar onibus de BHZ x GRU , pq estou com medo de nao deixarem passar a mala excedente no domestico. O que vc recomendaria?

Abs

Ranerio

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Esse é um dos problemas de conjugar passagens.

O excesso de bagagem na TAM é de 1% da tarifa cheia = uns 500 USD o trecho.

Ligue para a TAM e TAM Cargas, Varig, GOL e GOLLOG e pergunte quanto ficaria o excesso de bagagem ou o envio da mala desacompanhada como carga e os prazos.

Se ficar absurdo o negócio é o ônibus mesmo. (Olha que já tem empresa pesando mala na rodoviária, mas acho que a Gontijo ou Cometa não fazem isso aqui não)

As cias de ônibus também transportam malas desacompanhadas, mas não sei como seria para buscar a Mala em São Paulo....

No finnal das contas, não ajudei muito não.

Um abraço

Anônimo disse...

Olá Rodrigo, Muito obrigada pela tranquilização. Vou continuar de olho nos noticiários. Abraço Luciana

luciend disse...

amigo, to indo c esposa e filhos p buenos aires dia 06.08 e dia 07.08 pretendo ir a bariloche. to muito preocupado c esse lance da aerolineas. tem o q fazer? tentar trocar de empresa? tipo p ir de buenos p bariloche? ou eles nao fazem isso?
ir sozinho a gente se vira. ir c 3 filhos é mais complicado. to meio apreensivo, mas o pior q nao tem o q fazer. na verdade eu to perguntando so p saber sua opiniao.
obrigado de qualquer forma.
lucien

Rodrigo Purisch disse...

Lucien,

É muito difícil opinar no seu caso. Eu também ficaria muito apreensivo.

Cancelar as passagens e comprar em outra cia? Além das multas de cancelamento, achar uma boa tarifa agora não vai ser nada fácil (se for de São Paulo, olhe na Pluna (cuidado com a franquia de bagagem), British e LAN. Se não for a Aerolineas, vai ter que ser a LAN para Bariloche (que tem poucos vôos). A Pluna voa mas desde Montevideo. Ir para Buenos Aires e encarar um ônibus (apesar de melhores que os nossos, com filhos não é fácil).
Dirigir na neve??

Tem que pesar muito a situação. De qualquer forma se documente, guarde as notícias de jornais (imprima), ligue para sua agência (se você comprou via uma) e se vier a sentir-se lesado, entre na justiça.

Mas isso tudo não tira o estresse que você está passando.

Não consigo te ajudar muito não.

Ranerio disse...

Rodrigo,

Liguei para a moça que me vendeu a passagem no STB hoje (é passagem de estudante) e ela aconselhou não cancelar e nem fazer outra reserva, pq julga ser mais facil a Aerolineas endossar a passagem e eu ir via outra companhia do que uma empresa que está mal das pernas ressarcir um cancelamento de passagens. Sobre a questão do excesso de bagagem, ela recomendou comprar a perna CNF x GRU na Gol, pq é a que costuma ser mais flexível com bagagem, e recomendou apresentar a passagem internacional no guichë do check in da Gol.

Entao ficamos assim, com a cara e a coragem na Argentina.

Veja esta notícia, a Qantas vai passar a operar um voo direto Sydney x Buenos Aires. Vai ser o primeiro, pq ela só faz SCL X AKL X SYD.
http://www.qantas.com.au/regions/dyn/au/publicaffairs/details?ArticleID=2008/mar08/Q3739

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,

Essa saída da STB é a melhor para ela também. No caso dela não te reembolsar, o STB teria que fazê-lo....Mas como disse, acho que você chega lá, talvez não no dia ou na hora esperada. Os võos de Madri estão sofrendo também.

Quanto a estratégia na GOL é por sua conta e risco. Ela não tem nehuma obrigação de liberar um excesso porque você vai viajar num trecho internacional. Seria algo excepcional.

Um abraço e vamos torcer

Ranerio disse...

Rodrigo,

Vc tem ideia de qual tem sido a pratica das cias em relacao a excesso de bagagem? Eu voava basante por volta de 2003-2004, e nunca me cobraram um excesso, mas não sei como anda agora. As empresas tem sido criteriosas com os limites de bagagem?

luciend disse...

rodrigo, muito obrigado. o que tenho q fazer, como ja dizia nossa ministra, é relaxar e gozar. kkkk
grande abraco

Rodrigo Purisch disse...

Ranerio,


Não sei como anda não. Na verdade dentro do pais nunca voei com excesso de gagagem. Para fora sempre comprei a passagem incluindo o trecho doméstico (Varig era Star Alliance....)

Olha , com o aumento do preço dos combustíveis e mala é peso, espere que elas devam endurecer com o excesso. Elas tem usado o fundo das aeronaves para transportar carga. No exterior, as cias estão rígidas como nunca.

Lucien,

Agora é tudo mais coplicado. Indo com o espirito mais trabalhado as coisas podem fluir com um pouco mais de tranquilidade.

Boa sorte. Chegando lá esqueça e aproveite a viagem ao máximo. Nós já sofremos com Vasp, Varig, BRA e não será a Aerolineas que vai estragar a festa.