terça-feira, dezembro 04, 2007

Programas de Fidelidade Aérea ou Milhagem: Retrospectiva 2007, Parte I


Desde os últimos comparativos que fiz para o blog e da publicação da matéria na revista Viagem e Turismo, algumas coisas mudaram no mundo das milhas aéreas e das tão sonhadas passagens prêmio. Aqui, abro um parêntesis, pois continuo não gostando do termo passagem grátis, já que a mesma não é grátis e sim financiada com seus gastos anteriores, como se fosse comprada a prestação. Se não fosse assim não existiriam passagens promocionais com preços mais baratos que os normalmente cobrados e que não acumulam ou acumulam uma fração das milhas acumuladas em uma passagem tradicional.

O que mudou? Vou tentar fazer um apanhado das principais mudanças ocorridas principalmente nos principais programas de fidelidade aérea das cias em atuação no Brasil.

Cias Aéreas Brasileiras: Grandes Mudanças.

Fidelidade TAM

Durante esse intervalo de tempo, o Fidelidade TAM finalizou a parceria com a TACA e com a American Airlines (13/11). Mas para compensar, a TAP (uma das cias internacionais com maior atuação no mercado nacional e que voa diretamente de mais capitais para o exterior que a própria TAM), a United e a LAN (Lan Chile, Argentina e Peru em implantação) tornaram-se parceiras do mesmo. Atualização (22/12/08): o acordo com a LAN ainda não envolveu os programas de milhagem. Já o acordo com a Lufthansa deve ser totalmente implantado no primeiro semestre de 2008. Espera-se ser possível acumular pontos em vôos da Lufhtansa a partir de fevereiro de 2008. Restam as dúvidas sobre a manutenção da Air France como parceira do Fidelidade após a entrada da Lufthansa.

Com essas mudanças, mesmo sem participar de nenhuma aliança aérea internacional, os associados do Fidelidade TAM ganharam muito mais opções de vôos para o acúmulo de milhas. É possível que a TAM venha a associar-se a uma aliança aérea em 2008 (Star Alliance é a favorita). Por outro lado, têm crescido as reclamações versando das dificuldades em emitir-se uma passagem prêmio, principalmente em vôos para fora da América do Sul, que em parte pode ter sido causada pelo aumento da demanda e do número de associados, após os problemas da Varig e por conseguinte do Smiles, sem um aumento proporcional do número de vôos internacionais operados pela TAM. Isso tudo apesar do continuo ritmo de expansão das rotas internacionais promovido pela mesma.

Mudou ainda o site da TAM, para pior, já que as informações referentes ao Fidelidade TAM estão mais difíceis de serem encontradas, além de sempre constar um alerta de que tudo deve ser confirmado com a central TAM......O Web Call Center TAM, passou a ser exclusividade dos associados azul e vermelho do Fidelidade. Aos associados branco, sobraram as outras opções de contato: o telefone e uma ida a uma loja da TAM. Não foram implantadas ainda, melhoras na emissão dos prêmios para vôos fora da América do Sul, já que o site não permite a emissão dos mesmos, que deve ser feita em uma loja TAM ou call center dependendo se o vôo é operado pela TAM ou não.

Smiles

Os associados do programa Smiles da Varig, um pouco mais aliviados com a compra da mesma pelo grupo dono da Gol, começaram a notar alguns sinais iniciais de melhoras. Com a saída da Varig da Star Alliance e a importante redução da malha aérea operada pela mesma, principalmente internacional, muitos associados Smiles ficaram com suas milhas na mão sem ter onde utilizá-las de forma proveitosa. A retomada de alguns vôos internacionais, a chegada de novas aeronaves, mesmo que não tão novas assim, e das diversas boas promoções envolvendo milhas ou milhas mais dinheiro (Smiles&Money) para emissão de passagens prêmio, principalmente nas novas rotas recém iniciadas, animaram um pouco os tão sofridos associados Smiles.

Porém, aqueles que se associaram ao Smiles devido à participação da Varig na Star Alliance e sua grande opção de vôos, estão longe de sentir esse alívio, pois durante esse tempo, o Smiles só perdeu parceiros, sendo que nem mais a Pluna continua parceira do Smiles, reduzindo em muito as opções de vôos possíveis para o acúmulo de milhas (só vôos Varig) e os benefícios trazidos aos associados nível Ouro do Smiles em suas viagens internacionais. Mas ainda há esperança, já que pode ser que a Varig reinicie sua política de alianças assim que sair a aprovação da venda da Varig ao grupo dono da Gol. Tomara que depois dessa aprovação não venham mudanças, que nos últimos tempos, em se tratando de programas de fidelidade, têm vindo para dificultar a vida do associado.

O Smiles está com um novo layout no site, mas continua ainda não sendo permitida a emissão de passagem prêmio pelo site. O call center ampliou os horários de atendimento, todos os dias das 6h às 24h, após uma drástica redução no auge da crise da Varig. Saudades do tempo em que o serviço era 24 horas e 7 dias por semana, já que pessoalmente sempre tive mais sorte nos atendimentos feitos de madrugada.

Amigo

O programa Amigo da OceanAir ficou fora da curta e finada parceria mantida com a BRA. Mesmo tendo sido lançado em maio de 2007, ainda não tem seu regulamento e regras contidos no site. Apesar da OceanAir ter iniciado sua primeira rota internacional, para o México, não se sabe, via o site, quantos pontos você acumula na rota na sua conta do programa Amigo.

A OceanAir é uma companhia com potencial, mas que tem muito a evoluir na sua relação de transparência com o consumidor e que parece não encarar o seu programa de fidelidade e seu site como algo importante para a cia aérea.

Em 2008 a o nome da cia aérea deve ser mudado para Avianca Brasil, mas ao se sabe ainda se o programa Amigo vai se absorvido pelo programa da Avianca Plus ou se continuará existindo de forma independente.

12 comentários:

Diogo disse...

Opa!! Tá mais que respondida a minha pergunta... Maravilha Rodrigão!!

Devo segurar essas milhas da Varig na mão então? Haja paciência...

Anônimo disse...

As alterações da TAM em praticamente nada acrescentam. Voando LAN, não se pontua TAM e não se trocam pontos da TAM por Vôos LAN, nem mesmo, para Vôos TAM operados pela LAN!!!

nomade disse...

Rodrigo,
eu nao sabia que somente havia upgrade no Fidelidade TAM com milhas acumuladas em voos. os pontos acumulados em cartoes de creditos e parceiros nao valem p upgrade (braco p azul, azul p vermelho)...
So espero que p emitir passagem nao me digam que somente valem os pontos de voos TAM....
Abraco
PS - respondi suas perguntas no blog.

Rodrigo Purisch disse...

Diogo,

Vamos esperar e torcer.. Ainda te devo um email.

A parceria da TAM com a LAN deveria já estar funcionando

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/tam-anncio-oficial-da-parceria-com-lan.html

Mas nenhum das duas colocou em prática o acordo..

Nomade,

O que você chama de Upgrade é chamado de progressão de status elite. Muitas cias constuman dividir as milhas em milhas elite e milhas comuns. As milhas válidas para mudança de status elite geralmente são as voadas na cia aérea dona do programa ou cias pertencentes a uma mesma aliança aérea. Vôos em parceiros, cartões de crédito, outras compras ou milhas bônus não valem para progressão, mas valem para emitir uma passagem. Essa limitação visa a formar um viajante frequente na cia aérea dona do programa. Infelizmente não é algo restrito a TAM>

Aline Lima disse...

Espero que a entrada da TAM e/ou Varig para uma das alianças melhore também os preços ou pelo menos condições de emissão dos BAP e SAAP, porque agora só temos TAM que é absurdamente caro para quem não voa TAM ao Brasil (100% dos nossos passageiros) e ainda por cima conta as conexões como cupons, ou seja, e você vooa SP > Belem com conexão em Brasilia, vai usar 2 cupons quando antigamente, conexões em até 4hrs contavam como um cupom só...

Rodrigo Purisch disse...

Aline,

Interessante essas informações. Eu não sabia dessas mudanças.
Um abraço

RAFAEL disse...

Rodrigo você sabe alguma coisa do programa de milhagem da oceanair, quantos pontos precisamos para ganhar um trecho, como se pontua, se por distancia ou pelo preço da passagem como a tam? Tenho pontos no programa da american, como moro em Recife com o encerramento da parceria com a tam, como vai ficar ? Tenho que comprar uma passagem para sao paulo ou rio para poder viajar?

Obrigado e abraços

Rodrigo Purisch disse...

Rafael,
Na teoria funciona como o da TAM: 1000 pontos por trecho. (as conexões não valem como novos trechos). Tentei de todas as formas conseguir as regras do programa: já entrei em contato com a assessoria deles para uma matéria da V&T. Essa falta das regras no site é uma das falhas mais graves que conheço em termos de programa de fidelidade.

Qaunto a American: do jeito que está, vai ter sim. Mas ela está estudando um vôo partindo do Nordeste (Salvador ?). Então paciência

Um abraço

Mundos do Mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mundos do Mundo disse...

Rodrigo,
Não sei se já você noticiou, mas vale o reforço. O Passaporte Premium, programa de milhagem do Unicard/Unibanco, fechou parceria com o Victoria, programa de milhagem da TAP. Segundo eles, "para comemorar", os pontos Passaporte Premium transferidos para o Victoria valem o dobro. Como exemplo, uma viagem ida e volta para a Europa pela TAP exige 80.000 pontos Victoria ou 40.000 Passaporte Premium. Para Portugal a relação é 70.000/35.000. A promoção vai até 28/02/2008. Com um bom "planejamento", talvez até seja o caso de juntar as milhagens TAM/TAP com as Passaporte Premium/TAP... o que acha?
Fabio e Roberta
http://mundosdomundo.blogspot.com

Anônimo disse...

Obrigado, Rodrigo. Nao sabia desses detalhes. Menos mal poder emitir as passagens...
Abraco
Nomade

Rodrigo Purisch disse...

Fábio e Roberta,

dei essa nota aqui:
http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/11/programa-victoria-da-tap-e-unicard-nova.html


Com planejamento pode ser uma boa opção. Mas atente que a tabela de prêmios da TAP (para destinos fora de Portugal) não é muito animadora. Estou esperando apenas a publicação da tabela da LAN para poder fazer um comparativo bacana.

Um abraço

terça-feira, dezembro 04, 2007

Programas de Fidelidade Aérea ou Milhagem: Retrospectiva 2007, Parte I


Desde os últimos comparativos que fiz para o blog e da publicação da matéria na revista Viagem e Turismo, algumas coisas mudaram no mundo das milhas aéreas e das tão sonhadas passagens prêmio. Aqui, abro um parêntesis, pois continuo não gostando do termo passagem grátis, já que a mesma não é grátis e sim financiada com seus gastos anteriores, como se fosse comprada a prestação. Se não fosse assim não existiriam passagens promocionais com preços mais baratos que os normalmente cobrados e que não acumulam ou acumulam uma fração das milhas acumuladas em uma passagem tradicional.

O que mudou? Vou tentar fazer um apanhado das principais mudanças ocorridas principalmente nos principais programas de fidelidade aérea das cias em atuação no Brasil.

Cias Aéreas Brasileiras: Grandes Mudanças.

Fidelidade TAM

Durante esse intervalo de tempo, o Fidelidade TAM finalizou a parceria com a TACA e com a American Airlines (13/11). Mas para compensar, a TAP (uma das cias internacionais com maior atuação no mercado nacional e que voa diretamente de mais capitais para o exterior que a própria TAM), a United e a LAN (Lan Chile, Argentina e Peru em implantação) tornaram-se parceiras do mesmo. Atualização (22/12/08): o acordo com a LAN ainda não envolveu os programas de milhagem. Já o acordo com a Lufthansa deve ser totalmente implantado no primeiro semestre de 2008. Espera-se ser possível acumular pontos em vôos da Lufhtansa a partir de fevereiro de 2008. Restam as dúvidas sobre a manutenção da Air France como parceira do Fidelidade após a entrada da Lufthansa.

Com essas mudanças, mesmo sem participar de nenhuma aliança aérea internacional, os associados do Fidelidade TAM ganharam muito mais opções de vôos para o acúmulo de milhas. É possível que a TAM venha a associar-se a uma aliança aérea em 2008 (Star Alliance é a favorita). Por outro lado, têm crescido as reclamações versando das dificuldades em emitir-se uma passagem prêmio, principalmente em vôos para fora da América do Sul, que em parte pode ter sido causada pelo aumento da demanda e do número de associados, após os problemas da Varig e por conseguinte do Smiles, sem um aumento proporcional do número de vôos internacionais operados pela TAM. Isso tudo apesar do continuo ritmo de expansão das rotas internacionais promovido pela mesma.

Mudou ainda o site da TAM, para pior, já que as informações referentes ao Fidelidade TAM estão mais difíceis de serem encontradas, além de sempre constar um alerta de que tudo deve ser confirmado com a central TAM......O Web Call Center TAM, passou a ser exclusividade dos associados azul e vermelho do Fidelidade. Aos associados branco, sobraram as outras opções de contato: o telefone e uma ida a uma loja da TAM. Não foram implantadas ainda, melhoras na emissão dos prêmios para vôos fora da América do Sul, já que o site não permite a emissão dos mesmos, que deve ser feita em uma loja TAM ou call center dependendo se o vôo é operado pela TAM ou não.

Smiles

Os associados do programa Smiles da Varig, um pouco mais aliviados com a compra da mesma pelo grupo dono da Gol, começaram a notar alguns sinais iniciais de melhoras. Com a saída da Varig da Star Alliance e a importante redução da malha aérea operada pela mesma, principalmente internacional, muitos associados Smiles ficaram com suas milhas na mão sem ter onde utilizá-las de forma proveitosa. A retomada de alguns vôos internacionais, a chegada de novas aeronaves, mesmo que não tão novas assim, e das diversas boas promoções envolvendo milhas ou milhas mais dinheiro (Smiles&Money) para emissão de passagens prêmio, principalmente nas novas rotas recém iniciadas, animaram um pouco os tão sofridos associados Smiles.

Porém, aqueles que se associaram ao Smiles devido à participação da Varig na Star Alliance e sua grande opção de vôos, estão longe de sentir esse alívio, pois durante esse tempo, o Smiles só perdeu parceiros, sendo que nem mais a Pluna continua parceira do Smiles, reduzindo em muito as opções de vôos possíveis para o acúmulo de milhas (só vôos Varig) e os benefícios trazidos aos associados nível Ouro do Smiles em suas viagens internacionais. Mas ainda há esperança, já que pode ser que a Varig reinicie sua política de alianças assim que sair a aprovação da venda da Varig ao grupo dono da Gol. Tomara que depois dessa aprovação não venham mudanças, que nos últimos tempos, em se tratando de programas de fidelidade, têm vindo para dificultar a vida do associado.

O Smiles está com um novo layout no site, mas continua ainda não sendo permitida a emissão de passagem prêmio pelo site. O call center ampliou os horários de atendimento, todos os dias das 6h às 24h, após uma drástica redução no auge da crise da Varig. Saudades do tempo em que o serviço era 24 horas e 7 dias por semana, já que pessoalmente sempre tive mais sorte nos atendimentos feitos de madrugada.

Amigo

O programa Amigo da OceanAir ficou fora da curta e finada parceria mantida com a BRA. Mesmo tendo sido lançado em maio de 2007, ainda não tem seu regulamento e regras contidos no site. Apesar da OceanAir ter iniciado sua primeira rota internacional, para o México, não se sabe, via o site, quantos pontos você acumula na rota na sua conta do programa Amigo.

A OceanAir é uma companhia com potencial, mas que tem muito a evoluir na sua relação de transparência com o consumidor e que parece não encarar o seu programa de fidelidade e seu site como algo importante para a cia aérea.

Em 2008 a o nome da cia aérea deve ser mudado para Avianca Brasil, mas ao se sabe ainda se o programa Amigo vai se absorvido pelo programa da Avianca Plus ou se continuará existindo de forma independente.

12 comentários:

Diogo disse...

Opa!! Tá mais que respondida a minha pergunta... Maravilha Rodrigão!!

Devo segurar essas milhas da Varig na mão então? Haja paciência...

Anônimo disse...

As alterações da TAM em praticamente nada acrescentam. Voando LAN, não se pontua TAM e não se trocam pontos da TAM por Vôos LAN, nem mesmo, para Vôos TAM operados pela LAN!!!

nomade disse...

Rodrigo,
eu nao sabia que somente havia upgrade no Fidelidade TAM com milhas acumuladas em voos. os pontos acumulados em cartoes de creditos e parceiros nao valem p upgrade (braco p azul, azul p vermelho)...
So espero que p emitir passagem nao me digam que somente valem os pontos de voos TAM....
Abraco
PS - respondi suas perguntas no blog.

Rodrigo Purisch disse...

Diogo,

Vamos esperar e torcer.. Ainda te devo um email.

A parceria da TAM com a LAN deveria já estar funcionando

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/tam-anncio-oficial-da-parceria-com-lan.html

Mas nenhum das duas colocou em prática o acordo..

Nomade,

O que você chama de Upgrade é chamado de progressão de status elite. Muitas cias constuman dividir as milhas em milhas elite e milhas comuns. As milhas válidas para mudança de status elite geralmente são as voadas na cia aérea dona do programa ou cias pertencentes a uma mesma aliança aérea. Vôos em parceiros, cartões de crédito, outras compras ou milhas bônus não valem para progressão, mas valem para emitir uma passagem. Essa limitação visa a formar um viajante frequente na cia aérea dona do programa. Infelizmente não é algo restrito a TAM>

Aline Lima disse...

Espero que a entrada da TAM e/ou Varig para uma das alianças melhore também os preços ou pelo menos condições de emissão dos BAP e SAAP, porque agora só temos TAM que é absurdamente caro para quem não voa TAM ao Brasil (100% dos nossos passageiros) e ainda por cima conta as conexões como cupons, ou seja, e você vooa SP > Belem com conexão em Brasilia, vai usar 2 cupons quando antigamente, conexões em até 4hrs contavam como um cupom só...

Rodrigo Purisch disse...

Aline,

Interessante essas informações. Eu não sabia dessas mudanças.
Um abraço

RAFAEL disse...

Rodrigo você sabe alguma coisa do programa de milhagem da oceanair, quantos pontos precisamos para ganhar um trecho, como se pontua, se por distancia ou pelo preço da passagem como a tam? Tenho pontos no programa da american, como moro em Recife com o encerramento da parceria com a tam, como vai ficar ? Tenho que comprar uma passagem para sao paulo ou rio para poder viajar?

Obrigado e abraços

Rodrigo Purisch disse...

Rafael,
Na teoria funciona como o da TAM: 1000 pontos por trecho. (as conexões não valem como novos trechos). Tentei de todas as formas conseguir as regras do programa: já entrei em contato com a assessoria deles para uma matéria da V&T. Essa falta das regras no site é uma das falhas mais graves que conheço em termos de programa de fidelidade.

Qaunto a American: do jeito que está, vai ter sim. Mas ela está estudando um vôo partindo do Nordeste (Salvador ?). Então paciência

Um abraço

Mundos do Mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mundos do Mundo disse...

Rodrigo,
Não sei se já você noticiou, mas vale o reforço. O Passaporte Premium, programa de milhagem do Unicard/Unibanco, fechou parceria com o Victoria, programa de milhagem da TAP. Segundo eles, "para comemorar", os pontos Passaporte Premium transferidos para o Victoria valem o dobro. Como exemplo, uma viagem ida e volta para a Europa pela TAP exige 80.000 pontos Victoria ou 40.000 Passaporte Premium. Para Portugal a relação é 70.000/35.000. A promoção vai até 28/02/2008. Com um bom "planejamento", talvez até seja o caso de juntar as milhagens TAM/TAP com as Passaporte Premium/TAP... o que acha?
Fabio e Roberta
http://mundosdomundo.blogspot.com

Anônimo disse...

Obrigado, Rodrigo. Nao sabia desses detalhes. Menos mal poder emitir as passagens...
Abraco
Nomade

Rodrigo Purisch disse...

Fábio e Roberta,

dei essa nota aqui:
http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/11/programa-victoria-da-tap-e-unicard-nova.html


Com planejamento pode ser uma boa opção. Mas atente que a tabela de prêmios da TAP (para destinos fora de Portugal) não é muito animadora. Estou esperando apenas a publicação da tabela da LAN para poder fazer um comparativo bacana.

Um abraço

terça-feira, dezembro 04, 2007

Programas de Fidelidade Aérea ou Milhagem: Retrospectiva 2007, Parte I


Desde os últimos comparativos que fiz para o blog e da publicação da matéria na revista Viagem e Turismo, algumas coisas mudaram no mundo das milhas aéreas e das tão sonhadas passagens prêmio. Aqui, abro um parêntesis, pois continuo não gostando do termo passagem grátis, já que a mesma não é grátis e sim financiada com seus gastos anteriores, como se fosse comprada a prestação. Se não fosse assim não existiriam passagens promocionais com preços mais baratos que os normalmente cobrados e que não acumulam ou acumulam uma fração das milhas acumuladas em uma passagem tradicional.

O que mudou? Vou tentar fazer um apanhado das principais mudanças ocorridas principalmente nos principais programas de fidelidade aérea das cias em atuação no Brasil.

Cias Aéreas Brasileiras: Grandes Mudanças.

Fidelidade TAM

Durante esse intervalo de tempo, o Fidelidade TAM finalizou a parceria com a TACA e com a American Airlines (13/11). Mas para compensar, a TAP (uma das cias internacionais com maior atuação no mercado nacional e que voa diretamente de mais capitais para o exterior que a própria TAM), a United e a LAN (Lan Chile, Argentina e Peru em implantação) tornaram-se parceiras do mesmo. Atualização (22/12/08): o acordo com a LAN ainda não envolveu os programas de milhagem. Já o acordo com a Lufthansa deve ser totalmente implantado no primeiro semestre de 2008. Espera-se ser possível acumular pontos em vôos da Lufhtansa a partir de fevereiro de 2008. Restam as dúvidas sobre a manutenção da Air France como parceira do Fidelidade após a entrada da Lufthansa.

Com essas mudanças, mesmo sem participar de nenhuma aliança aérea internacional, os associados do Fidelidade TAM ganharam muito mais opções de vôos para o acúmulo de milhas. É possível que a TAM venha a associar-se a uma aliança aérea em 2008 (Star Alliance é a favorita). Por outro lado, têm crescido as reclamações versando das dificuldades em emitir-se uma passagem prêmio, principalmente em vôos para fora da América do Sul, que em parte pode ter sido causada pelo aumento da demanda e do número de associados, após os problemas da Varig e por conseguinte do Smiles, sem um aumento proporcional do número de vôos internacionais operados pela TAM. Isso tudo apesar do continuo ritmo de expansão das rotas internacionais promovido pela mesma.

Mudou ainda o site da TAM, para pior, já que as informações referentes ao Fidelidade TAM estão mais difíceis de serem encontradas, além de sempre constar um alerta de que tudo deve ser confirmado com a central TAM......O Web Call Center TAM, passou a ser exclusividade dos associados azul e vermelho do Fidelidade. Aos associados branco, sobraram as outras opções de contato: o telefone e uma ida a uma loja da TAM. Não foram implantadas ainda, melhoras na emissão dos prêmios para vôos fora da América do Sul, já que o site não permite a emissão dos mesmos, que deve ser feita em uma loja TAM ou call center dependendo se o vôo é operado pela TAM ou não.

Smiles

Os associados do programa Smiles da Varig, um pouco mais aliviados com a compra da mesma pelo grupo dono da Gol, começaram a notar alguns sinais iniciais de melhoras. Com a saída da Varig da Star Alliance e a importante redução da malha aérea operada pela mesma, principalmente internacional, muitos associados Smiles ficaram com suas milhas na mão sem ter onde utilizá-las de forma proveitosa. A retomada de alguns vôos internacionais, a chegada de novas aeronaves, mesmo que não tão novas assim, e das diversas boas promoções envolvendo milhas ou milhas mais dinheiro (Smiles&Money) para emissão de passagens prêmio, principalmente nas novas rotas recém iniciadas, animaram um pouco os tão sofridos associados Smiles.

Porém, aqueles que se associaram ao Smiles devido à participação da Varig na Star Alliance e sua grande opção de vôos, estão longe de sentir esse alívio, pois durante esse tempo, o Smiles só perdeu parceiros, sendo que nem mais a Pluna continua parceira do Smiles, reduzindo em muito as opções de vôos possíveis para o acúmulo de milhas (só vôos Varig) e os benefícios trazidos aos associados nível Ouro do Smiles em suas viagens internacionais. Mas ainda há esperança, já que pode ser que a Varig reinicie sua política de alianças assim que sair a aprovação da venda da Varig ao grupo dono da Gol. Tomara que depois dessa aprovação não venham mudanças, que nos últimos tempos, em se tratando de programas de fidelidade, têm vindo para dificultar a vida do associado.

O Smiles está com um novo layout no site, mas continua ainda não sendo permitida a emissão de passagem prêmio pelo site. O call center ampliou os horários de atendimento, todos os dias das 6h às 24h, após uma drástica redução no auge da crise da Varig. Saudades do tempo em que o serviço era 24 horas e 7 dias por semana, já que pessoalmente sempre tive mais sorte nos atendimentos feitos de madrugada.

Amigo

O programa Amigo da OceanAir ficou fora da curta e finada parceria mantida com a BRA. Mesmo tendo sido lançado em maio de 2007, ainda não tem seu regulamento e regras contidos no site. Apesar da OceanAir ter iniciado sua primeira rota internacional, para o México, não se sabe, via o site, quantos pontos você acumula na rota na sua conta do programa Amigo.

A OceanAir é uma companhia com potencial, mas que tem muito a evoluir na sua relação de transparência com o consumidor e que parece não encarar o seu programa de fidelidade e seu site como algo importante para a cia aérea.

Em 2008 a o nome da cia aérea deve ser mudado para Avianca Brasil, mas ao se sabe ainda se o programa Amigo vai se absorvido pelo programa da Avianca Plus ou se continuará existindo de forma independente.

12 comentários:

Diogo disse...

Opa!! Tá mais que respondida a minha pergunta... Maravilha Rodrigão!!

Devo segurar essas milhas da Varig na mão então? Haja paciência...

Anônimo disse...

As alterações da TAM em praticamente nada acrescentam. Voando LAN, não se pontua TAM e não se trocam pontos da TAM por Vôos LAN, nem mesmo, para Vôos TAM operados pela LAN!!!

nomade disse...

Rodrigo,
eu nao sabia que somente havia upgrade no Fidelidade TAM com milhas acumuladas em voos. os pontos acumulados em cartoes de creditos e parceiros nao valem p upgrade (braco p azul, azul p vermelho)...
So espero que p emitir passagem nao me digam que somente valem os pontos de voos TAM....
Abraco
PS - respondi suas perguntas no blog.

Rodrigo Purisch disse...

Diogo,

Vamos esperar e torcer.. Ainda te devo um email.

A parceria da TAM com a LAN deveria já estar funcionando

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/tam-anncio-oficial-da-parceria-com-lan.html

Mas nenhum das duas colocou em prática o acordo..

Nomade,

O que você chama de Upgrade é chamado de progressão de status elite. Muitas cias constuman dividir as milhas em milhas elite e milhas comuns. As milhas válidas para mudança de status elite geralmente são as voadas na cia aérea dona do programa ou cias pertencentes a uma mesma aliança aérea. Vôos em parceiros, cartões de crédito, outras compras ou milhas bônus não valem para progressão, mas valem para emitir uma passagem. Essa limitação visa a formar um viajante frequente na cia aérea dona do programa. Infelizmente não é algo restrito a TAM>

Aline Lima disse...

Espero que a entrada da TAM e/ou Varig para uma das alianças melhore também os preços ou pelo menos condições de emissão dos BAP e SAAP, porque agora só temos TAM que é absurdamente caro para quem não voa TAM ao Brasil (100% dos nossos passageiros) e ainda por cima conta as conexões como cupons, ou seja, e você vooa SP > Belem com conexão em Brasilia, vai usar 2 cupons quando antigamente, conexões em até 4hrs contavam como um cupom só...

Rodrigo Purisch disse...

Aline,

Interessante essas informações. Eu não sabia dessas mudanças.
Um abraço

RAFAEL disse...

Rodrigo você sabe alguma coisa do programa de milhagem da oceanair, quantos pontos precisamos para ganhar um trecho, como se pontua, se por distancia ou pelo preço da passagem como a tam? Tenho pontos no programa da american, como moro em Recife com o encerramento da parceria com a tam, como vai ficar ? Tenho que comprar uma passagem para sao paulo ou rio para poder viajar?

Obrigado e abraços

Rodrigo Purisch disse...

Rafael,
Na teoria funciona como o da TAM: 1000 pontos por trecho. (as conexões não valem como novos trechos). Tentei de todas as formas conseguir as regras do programa: já entrei em contato com a assessoria deles para uma matéria da V&T. Essa falta das regras no site é uma das falhas mais graves que conheço em termos de programa de fidelidade.

Qaunto a American: do jeito que está, vai ter sim. Mas ela está estudando um vôo partindo do Nordeste (Salvador ?). Então paciência

Um abraço

Mundos do Mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mundos do Mundo disse...

Rodrigo,
Não sei se já você noticiou, mas vale o reforço. O Passaporte Premium, programa de milhagem do Unicard/Unibanco, fechou parceria com o Victoria, programa de milhagem da TAP. Segundo eles, "para comemorar", os pontos Passaporte Premium transferidos para o Victoria valem o dobro. Como exemplo, uma viagem ida e volta para a Europa pela TAP exige 80.000 pontos Victoria ou 40.000 Passaporte Premium. Para Portugal a relação é 70.000/35.000. A promoção vai até 28/02/2008. Com um bom "planejamento", talvez até seja o caso de juntar as milhagens TAM/TAP com as Passaporte Premium/TAP... o que acha?
Fabio e Roberta
http://mundosdomundo.blogspot.com

Anônimo disse...

Obrigado, Rodrigo. Nao sabia desses detalhes. Menos mal poder emitir as passagens...
Abraco
Nomade

Rodrigo Purisch disse...

Fábio e Roberta,

dei essa nota aqui:
http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/11/programa-victoria-da-tap-e-unicard-nova.html


Com planejamento pode ser uma boa opção. Mas atente que a tabela de prêmios da TAP (para destinos fora de Portugal) não é muito animadora. Estou esperando apenas a publicação da tabela da LAN para poder fazer um comparativo bacana.

Um abraço